Terras Jurassicas

Terras Jurassicas
Quando Eles Mandavam

27 de janeiro de 2012

Dinosaur Revolution: Nova Série da Discovery

Este é a novíssima série feita pela Discovery, tratando sobre algumas espécies muito interessantes de dinossauros.

Este episódio, que é o quarto da primeira temporada, fala sobre o Tyrannosaurus, Triceratops, Ankylosaurus e também, o Trodon, o mais inteligente dos dinossauros, e, que, segundo as teorias e as novas descobertas, foi um dos únicos sobreviventes adaptados que conseguiram evoluir para as aves atuais.

Esta série é baseada nos mais novos estudos, e nos mais avançados métodos de pesquisa sobre a temática dos dinossauros.

E se trata deste o que me baseio. Assistindo vocês poderão ver que os T.rex viviam em famílias pequenas, se protegiam, eram bons pais, tais como os jacarés e crocodilos, e além disso, eram muito fortes, inteligentes e aptos à lutar, em batalhas até a morte, e sobretudo, de caçar.

Quem tiver qualquer dúvida sobre esta magnífica espécie, é só tirar suas dúvidas.

Por enquanto é isso, até mais, abraços...

23 de janeiro de 2012

Especial JP///: T.rex x Spino - Tyrannosaurus


Especial JP///: T.rex x Spino - Spinosaurus


Tyrannosaurus rex e seus fósseis mais famosos

Comparação de Tamanho de Vários Dinossauros, entre eles, Tyrannosaurus rex. 

Continuando a postagem sobre as descobertas em relação aos fósseis mais famosos de T.rex:
Lembro ainda que, segundo as últimas pesquisas, Sue, antes dita como tendo entre 5.4 a 7.2 toneladas, na realidade, após pesquisas recentes, mostraram um animal com algo em torno de 9.1 ou 9.2 toneladas, um animal muito mais pesado do que se imaginava.

Assim, o peso de Sue, seria entre 9.1 e 10,2 toneladas.

Outros dizem entre 9.5 até 10,6 toneladas.

Agora, comparação entre UCMP 137538, Sue, CM9380(Holótipo de T.rex) e o Holótipo do Giga(MUCPv-CH1)

Modalidade    UCMP 137538    Sue    CM    Giga   

Comprimento     1.7 a 1.8m    1.43 m    1.36m    1.60 a 1.80m
do Crânio

Largura do    mais de 1.2 m    95.4cm    90.4cm    56cm
Crânio

1ºPonto: o tamanho de 1.39 metros do crânio de Sue, é do lado esquerdo, enquanto que o direito teria cerca de 1.41 metros, contando a partir da abertura até ao quadratojugal, e não o tamanho completo.

Já MOR 008, chega aos 1.5 metros, tendo o comprimento total em da pré-maxila até o ocipital em 1.59, talvez 1.6 metros. Desta forma Sue poderia chegar ao 1.5 metros.

Comparação de tamanho de como seria o Fêmur de MOR008, em relação à Sue.

2ºPonto: Coria e Philliph, Carpenter propuseram um crânio menor ao Giga, de cerca de 1.6 metros em 2002, há exatos dez anos.

3ºPonto: O tamanho de 1.8 metros para Giganotossauro, era a estimativa máxima de Coria, em 1998, quatro anos antes.

4ºPonto: Henderson propôs um crânio de 1.56 metros. Mas o que ele queria dizer e esclarecer era que não se tratava do tamanho máximo, da pré-maxila ao ocipital, então, não se trata do tamanho total da cabeça.

Estes dados não foram criados ou propostos por mim, e tratam-se de estudos feitos por paleontólogos, caçadores de fósseis e especialistas no assunto.

Reitero que não expresso minha opinião em relação a nenhum estudo, e que apenas traduzi, fielmente ao original, encontrado na internet, as opiniões e entendimento dos maiores especialistas no assunto.

Voltando a falar dos "novos" fósseis de T.rex.

Quanto ao fóssil conhecido como UCMP 118742 e sua maxila gigantesca, alguns apontaram uma maxila de 89.5 cm, enquanto outros, 81cm.

No entanto, é necessário usar uma medida correta e assertiva para se determinar o tamanho do animal, que, de qualquer forma, já supera o tamanho da maxila de Sue.

Entrando em contato com Robet W. Boessenecker, o mesmo, especialista, garante que se trata do tamanho correto o de 89.5 cm.

Continuando, colocando e pareando o animal, que em seu leito de morte, já era um T.rex muito grande.

A despeito da inúmeras falhas no que diz respeito as pesquisas relacionadas ao Tyrannosaurus, percebe-se que, notadamente, o tamanho de Sue, levando em conta uma determinada quantia de T.rexes grandes, não era um tamanho tão incomum, e, ao contrário, o tamanho de Sue, de 13 metros, não era, na realidade, tão raro quanto se pensava.

Segue, novamente, uma análise dos espécimes:

LACM 23844 se trata apenas de um crânio cerca de 6 cm mais longo do que o crânio de Sue. Tal espécime deveria alcançar, ou até ultrapassar por uma pequena margem, o tamanho de Sue.

MOR 008 é, pelo menos de 6 a 8% maior do que Sue.
Comparação do T.rex e um homem adulto.

SDSM 12047, outro crânio, possui as mesmas medidas do crânio de Sue.

Rex-C, descoberto por Bill Alley, em 1999, tambem se trata de um animal com o mesmo patamar de tamanho de Sue. Não confundir com o ainda maior C-rex(MOR1126)

MOR 980 ou Peck's Rex (antes conhecido como Rigby's T.rex) é outro T.rex com o mesmo patamar de Sue, só que, comprovado, tendo ainda, braços, mãos, garras e os ossos da bacia, ainda maiores.

MOR 1126 é realmente tão grande quanto Jack Horner havia aclamado, inicialmente, há cerca de 12 anos atrás. Medidas para esta besta apontam, segundo o Censo de Dinossauro, que revelou abundância de T.rexes e raridade de estágios de alterações genéticas na Formação de Hell Creek durante o Cretácio Tardio, em Montana nos Eua, revelam que o espécime é de 7 a 12 % maior do que Sue.

MOR 1152 (F.rex) foi descoberto junto de MOR 1126, porém, sequer recebeu algum tipo de atenção. Mas F.rex tem na verdade, um tamanho muito próximo ao de C-rex, afinal, nos status oficiais sobre tal fóssil, podemos encontrar ambos listados juntos, com as siglas XL (extra large), ou seja, extra grande, enquanto, Sue, por exemplo, é listada como L (large), ou seja, como grande.

Todos os animais demostrados acima, são, notadamente grandes, mas ainda existe um T.rex que se sobrepõe a todos os demais. E não se trata de um UCMP 118742 totalmente adulto e plenamente crescido. Tal Tyrannosaurus consiste em algumas falanges pedais, que são, cerca de 10% maiores do que C-rex. Este em questão é UCMP 137538, que é o maior Tyrannosaurus adulto e totalmente desenvolvido que temos como exemplo. Não se trata de uma espécie recem descobcerta, sendo muito bem conhecida pela ciência há um bom tempo. Fato é que, apenas recentemente, tal como havia acontecido com 118742 e com MOR 008. E, seus restos fósseis mostram um animal provavelmente 20% maior do que Sue, arranhando os 15.5 metros de comprimento, tal como, UCMP 118742, também alcançaria.

Intrigante notar que tais animais do Garfield County, o Condado de Garfield, nos EUA, além de trazer abundância de fósseis de Tyrannosaurideos, ainda por cima, mostra, não se sabe ao certo o porque, mas, evidencia que os T.rexes desta região em particular, eram maiores e mais pesados, mais bem desenvolvidos, e, ao que tudo indica, também mais violentos que os demais encontrados em outras regiões.

Voltando ainda a usar Sue, o T.rex mais bem preservado, e, de fato, o mais velho já encontrado, podemos observar que Sue apenas era grande por ser um animal velho. Caso contrário, se tivesse morrido, digamos, por exemplo, com 20 anos de idade, como acontecia com a maioria dos espécimes da espécie Tyrannosaurus, talvez pela dura vida, cheia de batalhas sangrentas e mortais, e não com quase 30, Sue não seria nada impressionante.


MOR 008 mesmo, era mais jovem, e mais maciço, mais robusto do que Sue, com 28 anos. MOR 980, o Peck's Rex também, apesar de mais jovem, possue mais ou menos o mesmo tamanho, na faixa dos 13 metros de comprimento.

Se qualquer destes tivessem atingido a idade de Sue, com certeza teriam sido, muito maiores, tendo em vista a dinâmica do crescimento do T.rex, que tem seu auge dos 16 aos 20 anos, chegando a crescer até os 22 anos de idade, e, especialmente no caso de MOR 008, ele seria ainda maior. 

Enquanto isso, mais um pouco de imformação a respeito de C.rex. Este espécime em questão, que já fora abordado anteriormente em outros posts e acima, por um bom tempo, nos privou de quaisquer forma de estudo mais detalhado, e durante quase 10 anos, o espécime ficou envolto em mistério. Mas, revelado mais tarde, chegaria a 10% maior que Sue, ou ainda, 12%. Além disso, como já dito, não podemos confundir C-rex com Rex C, descoberto em 1999, e tido como tendo o mesmo tamanho e patamar de FMHN PR 2081(SUE).




O Rei da Pré-História e o Rei dos dias atuais

Bom, por enquanto é isso, fiquem ligados, pois em breve teremos o primeiro capítulo de T.rex x Spino, o Especial que trata sobre a Batalha do filme JP///, com o nosso primeiro combatente, o desafiante e candidato ao título de rei dos dinos, Spinosaurus, até lá...abraços...

Tyrannosaurus: Novas Descobertas



Comparação de Sue, MOR 008 e um homem adulto.

Visão Arcaica (1902 até 1989)
Desde que foi descoberto, o T.rex assustou pelo tamanho, pela imagem de besta poderosa e feroz, e, além disso, pelas mandíbulas impressionantes, e grandes dentes.
Devido ao tamanho, aos dentes e a idéia de que algum dia havia existido tal animal, aterrador e mortífero, seu nome foi dado: Rei dos Répteis Tiranos, pois com tal tamanho e imagem, era visto, entendido e tido como o maior, mais feroz e mais perigoso animal carnívoro a anda, algum dia, sobre o planeta Terra, e deixar qualquer evidência.

A partir de então sugiu um mito, do Rei, o Tyrannosaurus rex, o animal letárgico, pesado e até estúpido, boçal. Pensaram até que o T.rex tinha poucos milhões de anos, e que, talvez, se alimenta-se de elefantes e grandes animais.

Tal imagem do gigante, lento, monstruoso e poderoso, durou até o meados dos anos 1990, quando surgiram novas e intrigantes evidências de que a postura, hábitos e estilos de vida, do animal, estavam totalmente errados, e que, tudo isso, era apenas especulação, e assim, a imagem do Rei, deu uma guinada extrema.

Além disso, era visto como um animal, uma fera solitária.

Dados da Fera:
Comprimento: 10 a 12 metros de comprimento
Altura: 5 a 6 metros de altura
Peso: 8 a 13 toneladas, possivelmente mais de 15 toneladas.
Postura: Ereto, erguido sobre as patas traseiras, arrastando a cauda no chão
Sentidos: Todos muito ruins
Inteligência: Niveis inferiores, um animal estúpido
Estilo de Vida: Letárgico, pesado, incapaz de correr, de atacar rápido, tocaindo a presa, portanto.
Anatomia: Cauda grossa, pesada e curta, pernas enormes, braços grossos e curtos, barrigudo, possivelmente com "papo".
Hábitos Alimentares: Predador máximo, caçava tocaindo a presa, e as destruindo com suas mandíbulas e garras poderosas.

Visão Moderna (1990 até 2010)

Durante vinte anos, após a descoberta da nova postura do animal, e da possível velocidade alta, inclusive da inteligência e tamanho avantajados, do peso menor, e portanto, da postura esguia, sendo um animal muito poderoso, perigoso e feroz.

Depois, surgiriam algumas evidências de que seria carniciero, ou necrófago, porém, tal tese, que surgiu com força no começo dos anos 2000, foi derrubada após 10 anos. O animal que antes era apenas predador, era agora, além disso, um oportunista, tal qual os leões e tigres atuais. Surgem novas evidências de que o T.rex até possa ter sangue quente, algo incomum para répteis.

Viviando em grandes familias e núcleos. Na metade da década de 90, surgiram alguns dinossauros carnívoros tão grandes quanto o T.rex, sobretudo o Carcharodontossauro, da África, e o Giganotossauro, da América do Sul. Eram tão grandes quanto o T.rex, mas mais primitivos, e, provavelmente mais pesados.

Devido a tais descobertas, a imagem de Imperador Máximo do Período Cretáceo, ficou um pouco abalada, mas não sua fama. Começaram a surgir até hipóteses do animal mal chegar às 7 toneladas de
peso, e ainda, de que não conseguia nem ao menos alcançar os 13 metros de comprimento.

Tal difamação durou até pouco tempo, quando fósseis foram encontrados, que excediam por uma boa margem o tamanho dos anteriormente encontrados, e, depois, devido a novas pesquisas que colocaram o T.rex como pesando, pelo menos 7 toneladas. Além disso, discutiu-se a possibilidade de terem penas ao redor do corpo.

Dados da Fera:
Comprimento: 10 a 13 metros de comprimento (14 metros em 1990. 13 metros a partir de 1998)
Altura: 4.5 a 5.5 metros
Peso: 4 a 7 toneladas
Postura: Projetada para frente, correndo com o corpo inclinado para frente, numa postura de 90 graus, deixando a cauda levantada para equilibrar e contrabalançear o peso.
Sentidos: Todos muito aguçados, sobretudo, o olfato e a visão, que além disso, era esteroscópica.
Inteligência: Comparada à um cão de caça atual, sendo o mais inteligente dentre todos os outros grandes carnívoros teópodes.
Estilo de Vida: Leve, apto a correr, vivendo em grandes núcleos familiares.
Anatomia: Cauda longa e fina, braços musculosos, pernas muito fortes, capazes de correr bastante, cabeça erguida, pescoço musculoso, mandíbulas mais poderosas do mundo.
Hábitos Alimentares: Capazes de correr e de raciocinar, além de calcular muito bem os ataques, o T.rex, além de poderoso e capaz de enfrentar animais magníficos, como por exemplo, os Triceratops e Ankylosaurus, poderia caçar suas presas, desferindo-lhes mordidas fantásticas.

MOR008
Contemporânea (a partir de 2010)
Depois de inúmeros estudos, além da comprovação e concretudo de seus sentidos, as analises mostraram que os T.rexes eram maiores, mais fortes e bem mais pesados do que anteriormente imaginado. O peso absurdo do começo do Século XX, de repente, passou a não ser tão absurdo assim.
Os ossos das pernas, melhor estudados, geram discussões à cerca da velocidade, alguns calculam ao redor dos 40 km/h, enquanto outros, até 60km/h. Fato é que a imagem do T.rex, não mudou, nem sua fama. O que mudaram foram as formas de entender sua vida, seus hábitos, deste que se trata do último grande dino carnívoro, e sobretudo, o mais avançados destes, em termos da proporção, tamanho/força/inteligência.
Algumas evidências surgiram de que os T.rexes eram canibais, fato ainda não comprovado,
nem descartado. Eram territoriais, e se enfrentavam em batalhas mortais e sangrentas por territorio, direito de acasalar, e até mesmo para disputar presas.

Clique na imagem para ver a evolução da postura do T.rex.
Provavelmente os T.rexes maiores, mais pesados e mais fortes, evitassem se enfrentar, devido ao risco de acabarem mortos, ou gravemente feridos. Ao contrário do anteriormente pensado, eles não eram solitários, mas também não viviam em grandes grupos,e sim, em pequenos núcleos, em forma de pequenas famílias.

Os braços, antes pensados como inúteis, eram na verdade, como bem observado
por H. F. Osborn, o homem que nomeou a fera, e o descreveu pela primeira vez(e com certeza, um respeitado cientista do começo do século passado, que se preocupava em estudar animais e não em fazer sua fama e fortuna em cima de teorias sem nexo, às custas de grandes animais) muito fortes e dotados de musculos espessos, além das garras, fortes, e capazes tanto de segurar a presa potencial, ajudando a boca imensa a destruí-la, ou ainda, para segurar o corpo da fêmea, durante a cópula. Em consenso agora, e consonância com a comunidade científica, o T.rex, ainda é, pelo menos do ponto de vista de fósseis completos e de animais comprovadamente grandes, e extremamente conhecidos, o maior e mais
poderoso carnívoro terrestre que o planeta Terra conhece, através de evidências, e não apenas de fragmentos.

Existem alguns outros grandes carnívoros tão grandes quanto ele, mas, se são mesmo maiores, apenas o tempo, ou novos fósseis e descobertas, poderão comprovar.

A tese das penas, provavelmente caiu por terra, pois talvez, apenas os filhotes as tivessem.

Dados da Fera:
Comprimento: 12 a 14 metros de comprimento (Embora alguns acreditem que ultrapassassem tal marca. C-rex, por exemplo, alcançava cerca de 14.1 metros)
Altura: 5 a 6 metros (reabilitada, depois de alguns estudos)
Peso: 6 a 10 toneladas (Sue, por exemplo, anteriormente creditada com 5 a 7 toneladas, possui na verdade, mais de 9 toneladas)
Postura: Projetada para frente, correndo com o corpo inclinado para frente, numa postura de 90 graus, deixando a cauda levantada para equilibrar e contrabalançear o peso. O fato dos braços serem pequenos, entende-se pela não necessidade de peso extra, que deveria ser eliminado, para diminuir o peso, auxiliar o animal a correr ainda mais, e portanto, deixar as mandíbulas fazerem todo o trabalho.
Sentidos: Melhor olfato de todos os dinos. Uma das melhores visões. Excelente audição. Mandíbulas mais potentes entre qualquer dino. Novos estudos revelam que eram mais fortes do que antes. Força muscular geral, superior ao anteriormenente creditado.
Inteligência: Comparada à um cão de caça atual, sendo o mais inteligente dentre todos os outros grandes carnívoros teópodes. Seu cérebro era do tamanho do de um primata.
Estilo de Vida: Leve, apto a correr, vivendo em grandes núcleos familiares, sendo violentos com os demais, mas 'amorosos' entre si.
Anatomia: Cauda longa e fina, braços musculosos, pernas muito fortes, capazes de correr bastante, cabeça erguida, pescoço musculoso, mandíbulas mais poderosas do mundo. Focinho levemente mais proeminente do que anteriormente creditado. Pequena "crista" óssea ao redor dos olhos.
Hábitos Alimentares: Capazes de correr e de raciocinar, além de calcular muito bem os ataques, o T.rex, além de poderoso e capaz de enfrentar animais magníficos, como por exemplo, os Triceratops e Ankylosaurus, poderia caçar suas presas, desferindo-lhes mordidas fantásticas.

Comparações de Medidas:
MOR 1128, tíbia e fêmur completos
A circunferência do fêmur é medida em 580 milímetros, assim como
FMNH PR 2081, ou seja, "Sue".

MOR 1128 ainda apresentava atividade de crescimento, compreendido num
período de 2 a 3 anos, estimadas por Jack Horner.

UCMP 137538, confirmados como ossos da perna e pés, IV e II, ao invés dos III e I, como anteriormente se pensava, erroneamente ser.

Dados Comparados/Comparação de Dados Com Sue:
Comprimento Total do Pedal: Sue = 145.8mm, UCMP 137538m167.2mm
Comprimento anterior/posterior: Sue 111mm, UCMP 131mm
UCMP 137538 é cerca de 17% mais longo enquanto que 25 a 34% mais larga em diâmetro, e, assim, seu crescimento cúbico de massa corpórea é também maior, mas a dimensão do crescimento dos ossos em proporção é quase duas vezes, ou seja, os ossos são proporcionalmente mais largos do que comprido, sugerindo uma massa bem maior, enquanto que o comprimento não aparenta uma diferença proporcionalmente grande.

Mesmo assim, eu escrevi muitas informações na caixa de descrição do meu vídeo, eu sei que muitas pessoas não se incomodarão nem se importarão de ler isso. Meu co-pesquisador, recentemente escreveu um pouco sobre as informações, "por detrás das cenas", em como podemos descobrir o tamanho deste grande Tyrannosaurus. Eles estão mais bem detalhadas, então, se você está curioso no porque de pensar que um Tyrannosaurus poderia crescer até os 15 metros, preste atenção.

Levando em conta a Dinâmica do Crescimento de um Tyrannosaurus, as pesquisas mostram o seguinte:

Sue ou FMNH PR 2081: 12.8 metros

Tyrannosaurus do Condado de Garfield:

LACM 23844: 12.75 metros - Este era o maior crânio de T.rex, e o foi por um bom tempo. Sua cabeça era maior do que a de Sue, mas tal espécime era menos robusto. Talvez um pouquinho menor ou na mesma proporção e tamanho.

MOR 008: 13.8 metros - O Maior crânio de T.rex do mundo, confirmado. Na realidade, não esteve em cena desde a década de 60, até ter sido recentemente montada, em 2006. O comprimento está estimado, podendo variar, e chegar a superar os 14 metros de comprimento.

UCMP 118742: 14.4 metros - A maioria dos especialistas, aponta um tamanho de, pelo menos, 14.5 metros. Apesar do tamanho confirmado ser impressionante, trata-se de um T.rex subadulto, que já seria maior do que Sue, e, ainda lhe restava alguns anos de crescimento, o que faria com que

ultrapassa-se os 15 metros.

UCMP 137538: 15.5 metros - São apenas poucos fósseis. Para se ter uma idéia, C.rex ou MOR 1126, é 10% maior do que Sue, alcançando os 14 metros de comprimento. Agora, a questão é que UCMP 137538 é 10 % maior do que C.rex, ou 20% maior que Sue.

                   Comparação de Tamanho entre os maiores carnívoros, com os tamanhos máximos e
estimados para cada espécie
Algumas pessoas duvidam em UCMP 118742 seja tão grande quanto aparenta. E eu não posso culpá-los pelo fato de serem alguns poucos fragmentos.

Enquanto podemos estimar o tamanho de um Tyrannosaurus com certa veracidade, devido ao fato da enorme quantidade de espécimes completos, e ainda, da anatomia do animal ser muito conhecida, existem inúmeros debates a cerca da idade. O espécime ainda não era totalmente desenvolvido e adulto, e, pelas estimativas, poderia alcançar os 16.6 metros de comprimento, anteriormente sugeridos. Quem é que sabe? Lembrando que este é o número mais

otimista. Eu também acho que, numa estimativa muito mais pessimista, o animal teria cerca de 15 metros, que é o mais aceitável, e de longe, o mais comprovável. Porém, a maioria acredita que era maior, ou menor do que isso.

Além disso, resta ainda um fóssil a ser analisado: Trata-se de MOR 009.
Vamos ao fóssil:

MOR 009: 10-7 a 11.1 metros - Nem um pouco impressionante, não é? Um T.rex até pequeno, não é mesmo? A não ser o fato de que tal fóssil pertencia a um animal de apenas 11 anos de idade, ou seja, um animal adolescente, tendo em vista que o T.rex chegava a crescer até os 22 anos, ou seja, teria ainda mais 50% de tempo para se desenvolver. Considerando novamente a dinâmica de crescimento dos Tyranossauros, podemos então encontra um animal que, aos 16 anos, mais ou menos, teria o mesmo tamanho de UCMP 118742, fazendo de MOR 009 não apenas um pedaço de osso por aí. Não se trata de um animal completo, mas nem de fragmentos, tampouco de apenas um crânio, mas sim, seu crânio, pernas, dedos, rabo, cauda e costelas.

Este fóssil é a chave do estudo do crescimento dos Tyrannosaurus, sendo que assim, os 15 metros não estão a um nível tão distante de alcançar, pelo

menos para os T.rex. Apenas dá muito mais ênfase e credibilidade no estudo do crescimento relâmpago dos 13 aos 16 anos do T.rex, chegando mais lento por volta dos 18 a 22 anos.

Para isso, basta uma rápida pesquisa em qualquer site especializado no tema, que contenha a tabela de crescimento do T.rex.

Lembro também que antes que alguem me questione sobre os fósseis do Giganotossauro, eu lhes digo o seguinte: Pelo que sabemos, através do único espécime completo já encontrado, o do Museu Fernbank, o animal, apesar de um crânio de 1.65 metros, sendo maior que o maior crânio de T.rex, não chegava nem ao tamanho de Sue, pois o Giganotossauro chega aos 12.2 metros, enquanto que Sue, apesar de um crânio de 1.4 metros, tinha quase 13 metros de comprimento. O que podemos entender e analisar nisto? Simplesmente o fato de que o Giganotossauro possui um crânio maior, tanto em ralação ao próprio corpo quanto ao do T.rex. Assim, se com 1.65 metros, o animal possuia apenas 12.2 metros, um animal com crânio de 1.80 metros, que é a estimativa dada, através de apenas uma maxila encontrada, o maior espécime teria cerca de 13.7 metros, mal chegando ao patamar dos 14 metros, que tanto é falado, conhecido, e, creditado de forma equivocada, carecendo de comprovações mais assetivas.

Depois de 12 anos e muitos estudos, voltamos a C.rex, ou MOR 1126.

O espécime é tão grande quanto Jack Horner havia dito, e muitos ainda esquecem de F.rex, menos famoso e conhecido, mas igualmente grande.

Mas atentando ao espécime mais conhecido, em questão, C.rex.

A Massa/Peso do Sue é:
35% maior do que do Holótipo do Giganotossauru, segundo o método da circunferência dos ossos.

20% maior que o mesmo, se considerarmos o método razoável de analise por escalas.

Assim, termino esta primeira parte do Post com Novidades sobre o T.rex. Em breve a segunda parte, e, depois, um post super especial em três capítulos JP///: O Conflito do Século - T.rex x Spino...até breve, abraços...

Tyrannosaurus rex: O Retrato de um Rei


2 de janeiro de 2012

Tyrannosaurus x Giganotosaurus: Final












Duelo de Titãs V - Batalha até a Morte: Quem será o Rei dos Dinos?
Apesar de nunca terem se encontrado, com certeza, muitos queriam que tal duelo tivesse ocorrido, e ainda mais, queriam poder ter o privilégio de assistir a tudo, de camarote.

Como seriam os dois carnossauros mais poderosos se degladiando até a morte?

Uma coisa é certa, o vencedor, provavelmente não sobreviveria por muito tempo, pois podemos imaginar a gravidade dos ferimentos, dada a força e crueldade dos animais. Tornaria-se presa fácil para outros dinos, e com toda certeza não poderiam se envolver em batalhas territoriais ou por acasalamento.

Mesmo assim, se considerarmos as "Armas" de cada um, podemos ver que, ambos, em força geral, se equiparam, assim como em tamanho. Fato é que o T.rex possui mandíbulas mais fortes e dentes maiores. Provavelmente o Giga poderia ser mais resistente. Assim, o provavel resultado seria um empate, ou seja, ambos sairiam tremendamente machucados.

Ousaria dizer que aquele que atacasse num momento mais oportuno, ou seja, conseguise desferir o golpe, e causar um grande dano em seu adversário, este provavelmente venceria.

O que podemos afirmar é que, numa batalha desta magnitude, não há verdadeiros vencedores. O mais interessante e legal de tudo seria imaginar se um bando de T.rexes encontrasse um bando de Giganotossauros, e assim, se eles se enfrentassem ou se disputassem a caça.

Pode-se observar o seguinte: Com toda a certeza se invertêssemos a ordem das coisas, ou seja, o T.rex na América do Sul há 100 milhões de anos e o Giga na América do Norte, há 70 milhões de anos, o T.rex se daria melhor, afinal enfrentaria enormes saurópodes, grande, lentos e bem pesados. Como o T.rex era mais leve, e provavelmente mais rápido, ele não teria problemas em caçar. Já os Giganotossauros, teriam mais problemas, pois na época do T.rex, existiam animais menores, mais leves, muito mais rápidos, mais inteligentes, e com toda certeza, herbívoros mais bem protegidos.

Assim, finalizo deixando que cada um encontre, ou procure sua resposta, mas convido-os a pensar bem, e espero que cada um forme sua própria opinião.

Só deixo duas coisas: primeiro de tudo, filmes e games não são ciência; e, segundo, tamanho não importa numa verdadeira batalha, mas sim, inteligência, estratégia e a força, e a maneira que um animal usa tudo isso à seu favor.

E, aliás, existiam animais de idades, experiências de vida e convívios diferentes, ou seja, se qualquer um dos dois tivesse se encontrado na iminência de uma batalha pela vida dos dois, imaginem o seguinte: qual a história de vida do animal? Ou vocês acham que todos os T.rexes e Giganotossauros tinham o mesmo tipo/estilo de vida, e passaram pelas mesmas experiências de vida? Enfrentando o mesmo tipo de perigo? Caçando da mesma maneira?

Imagine um animal que cresceu em meio à um grupo ou família violentos, que o deixa entregue à própria sorte, e assim, tal animal tivesse que enfrentar inúmeros perigos, aprender a caçar animais muito poderosos e maiores, enfrentar rivais tão ou mais poderosos e assim, travar batalhas, se machucar, recuperar e conseguir, ainda sim, com toda adversidade e intempéries, sobreviver e se tornar um animal cada vez mais experiente e poderoso, com toda certeza, seria um animal que dificilmente cederia em uma batalha, enquanto que outro que tivesse uma experiência de vida mais tranquila, talvez não aguentasse.

Para ilustrar isso, é só comparar um cão de raça com um vira-lata. O vira lata sobreviveu a mais perigos, mais doenças, mais rivais, teve que dispender muito mais energia para conseguir comida, e portanto, é mais duro, mais forte, tem um história de vida, ou experiência, mais rica, e assim, é um animal mais preparado para travar uma possível batalha até a morte, enquanto que um, cão de raça, talvez não tivesse a mesma exposição e oportunidade de enfrentar perigos os mais variados, e portanto, ganhar experiência para sobreviver e para lutar. Fato é que outro fator importante também é a idade.

Um animal mais jovem, pode ser mais inexperiente, mas também, mais rápido e com maior capacidade de supreender o adversário, enquanto um mais velho, apesar de mais cansado e cicatrizado, ser mais esperto, inteligênte e saber usar melhor suas "armas" contra o adversário.

Então é isso,

Até mais...

Tyrannosaurus x Giganotosaurus: Parte IV


Comparação de Tamanho entre "Sue" e o Esqueleto do Giga.
Duelo de Titãs - Parte IV: Armas, Estimativas, Estilo de Vida e Inteligência.

Armas e comparações detalhadas de tamanho:
Primeiro, o desafiante, o Giganotosaurus, enorme dinossauro do Sul, medindo mais de 12 metros e pesando mais de 8 toneladas:
Aqui as principais "Armas" do Giganotosaurus.

Agora, o T.rex, o Rei dos Dinossauros, medindo também mais de 12 metros e pesando mais de 7 toneladas:
Estimativas: O Gigante Colossal x O Tirano Imperador
Estimativas de tamanho apontam os Giganotossauros com até 15.5 metros de comprimento, 6 metros de altura por cerca de até 13, quase 14 toneladas. Possivelmente o tamanho de animais adultos, extremamente fortes e plenamente desenvolvidos.

Já as do T.rex, valendo-se apenas do material isolado do UCMP118742, conhecido por alguns como o Tyrannosaurus imperator, ainda maior que o T.rex, atingia 16 metros de comprimento, 7 metros de altura e até 13 toneladas. Alguns ainda acreditam
que o Tyrannosaurus em questão se trata do imperator, uma espécie nova, que não seria tão imensa, atingindo no máximo 15 metros de comprimento, mas que possuía dentes, garras, braços e cauda, maiores. Enquanto a maioria pensa que é apenas um T.rex gigantesco, quanto à isso não importa, mesmo porque, é uma prova de tamanhos imensos.

Nessa parte, apesa de que realmente tamanho não é documento, mas sim, o que conta na batalha é força, e nisso o T.rex vence fácil, mais um ponto para o Rei...ou seria Imperador?

Estilo de vida: Quem vivia melhor?
Ambos os dinossauros viviam em bandos, mas os Giganotossauros viviam em grupos um pouco maiores.

Talvez vivessem cerca de 30 anos, assim como os T.rexes. Uma grande diferença entre as duas espécies é que o T.rex era o predador único e máximo em seu patamar, no Cretáceo tardio. Por outro lado, o Giga era, assim como o Carcharodontossauro, era apenas mais um dos grandes predadores da região. Talvez o Giga fosse mesmo o predador máximo de seu terrítório.

Mas sem sombra de dúvidas, eles disputavam o territó
rio com os Mapusaurus, predadores quase do mesmo tamanho e força do Giganotossauro, que de tão parecidos, quase se confundiram como a mesma espécie. A semelhança é maior entre ambos do que entre Giga e Carcha. Por esta razão, a família Carcharodontossauridae ganhou uma sub familia chamada Giganotosaurini, abrangendo ambos os animais. O Mapusaurus, apesar de menor, seria um problema, pois vivia em bandos ainda maiores e eram muito mais rápidos que os Giga.

O grau de inteligência era provavelmente o mesmo entre Mapusaurus e Giganotosaurus. Alguns fãs, infelizmente acreditam piamente que ambos conviviam em harmonia perfeita.

Ora, mas predadores que não são da mesma espécie dificilmente convivem bem, a exemplo atual de raças diferentes de cães, por exemplo. Há ainda indícios que, talvez, o Tyrannotitan, um superpredador, ancestral comum a Giga e T.rex, possivelmente maior e mais primitivo que ambos, ainda existisse quando o Giga habitava a Terra.

Se for comprovado, isso tornaria a vida de um Giganotossauro, pelos menos, duas vezes mais difícil.

Nessa, a vida do Giga era talvez mais dura. E até mesmo, quem sabe, mais curta. Por isso, ponto para o Giga.


Caça: Saurópodes x Super herbívoros protegidos, quais os mais resistentes?
Os Giganotossauros não necessitavam ser rápidos, pois suas presas eram os enormes Argentinosaurus, um dos maiores e mais pesados animais que o mundo alguma vez viu. Por isso se organizavam em bandos grandes, provavelmente de até 8 membros. Eles seriam realmente necessários para abater um enorme saurópode como o Argentinossauro.

Enquanto isso, quando o T.rex reinava absoluto sobre o mundo do Final do Cretáceo, os saurópodes estavam quase extintos.

Restavam poucos animais tão grandes e pesados como montanhas. Por isso, o T.rex teve de se adaptar, ser mair robusto, imensamente mais resistente, infinatas vezes mais inteligente e poderoso que o Giga, afinal o T.rex enfrentava animais que não tinham seu forte no tamanho, como os saurópodes, mas em compensação, eram realmente bem armados e protegidos.

Os Ankylosaurus eram extremamente resistente, possivelmente os mais entre os dinos, por isso seu nome significa Réptil Tanque.

Ele parecia mesmo com um tanque de guerra, mas não se confunda, ele era ainda mais resistente. Suas costas eram cobertas por placas ósseas que mais pareciam pedregulhos, e terminavam em uma cauda espessa e muito pesada, em forma de clava, e ainda mais duras do que a própria carapaça óssea nas costas do Ankylosaurus. Um golpe apenas, e lá se ia a perna de um predador. E um predador solitário e mortalmente ferido, depara-se com a morte certa.

Por isso mesmo os T.rexes não andavam sozinhos, provavelmente viviam em pequenas famílias, menores do que as dos Gigas, mas muito mais terríveis, ferozes e selvagens. Mas provavelmente o mais poderoso herbívoro que o mundo já viu foi o Triceratops, que com suas 10 toneladas, suas quatro patas grossas como colunas, ataques e investidas a mais de 30km/h, produzia uma força tremenda e esmagadora de ataque.

Para piorar a vida de um T.rex, ele ainda tinha uma coroa óssea em volta do pescoço que o prevenia de ataques e suas armas, os dois chifres de 1 metro de comprimento sobre os olhos, com 60cm de espessura. E ainda tinha um terceiro sobre o focinho, com 18cm de comprimento. Com todo esse aparato, apenas os T.rexes poderiam suportar tais ataques, desarmá-los e abatê-los. Muitas vezes, o T.rex saia perdedor ou mesmo morto.

Por isso, quanto ao quesito caça, o Giga vence em quantia, pois viviam em bandos maiores, mas em detrimento de seu maior número, sua caça era muito menos protegida e mais frágil.

Assim, não sabemos se o T.rex ficou tão poderoso para poder abater presas menores, mas infinitas vezes mais fortes e resistentes que os Argentinosaurus, ou se foram tais herbívoros que tiveram de evoluir para não se tornarem presas fáceis das mandíbulas mais potentes dentre o reino animal.

Enfim, uma família T.rex acabaria com os Argentinossauros, enquanto que um Giga, ou mesmo um grupo deles, provavelmente pereceriam frente aos poderosos herbívoros fortes como tanques.

Desta forma, quem leva essa é o T.rex. Ponto para ele.

T.rex x Tricerátops: Batalha até a Morte.

Cérebro: Quem é Mais inteligente e eficiente?
Enquanto o Giga tinha um cérebro do tamanho de uma banana, bulbo olfativo menor e focinho mais fechado, sendo assim, mais primitivo, o T.rex foi, dentre os carnívoros gigantes, o mais inteligente, tem cérebro com o dobro do tamanho, igual ao de um Gorila. Mas não o mesmo nível de inteligência de um primata, pois o nível de inteligência do T.rex era próximo ao de um cão.

Ainda por cima, o T.rex enxergava bem melhor e sem sombra de dúvidas, farejava melhor também. Seu olfato é considerado o segundo melhor do reino animal, perdendo apenas para o Pterodáctilo. O T.rex podia farejar sangue no ar à cerca de 16km de distância.

Sua visão era estereoscópica, ou seja, ele enxergava em terceira dimensão, e via o mundo, exatamente como nós, seres humanos.

Para aqueles que acham que isso não faz diferença, imagine um animal que tem os olhos do lado da cabeça, como o Giganotossauro, e, portanto, deve virar a cabeça para um lado, enxergar sua presa, depois para o outro, e, assim, conseguir calcular mais ou menos a distância, velocidade e potência do ataque. Por isso talvez, caçassem animais imensos, como os Argentinossauros, pois não poderiam calcular ataques à animais infinitamente menores. O T.rex, por sua vez, tinha visão privilegiada, conseguindo calcular melhor os ataques, tendo muito mais eficiência na hora de atacar. Um predador com os olhos voltados para a frente, é muito mais eficaz. Além disso, o T.rex possuia uma audição muito boa também, pois seus ouvidos, assim como suas narinas e bulbo olfativos, eram enormes.

Mais um ponto para o T.rex.

Grupo de Giganotossauros caçando Argentinossauros.

Dentes e Potência da Mandíbula: Quem é o Mais Poderoso?
Certa vez perguntaram: Quanto e como seria a potência da mordida do T.rex?

Mas antes da resposta, vamos comparar os dentes dele com os do Giga, e a potência de ambos.

O Giganotossauro possuía cerca de 40 a 50 dentes, curvos, cônicos, serrilhados e com cerca de 12 cm de altura, os maiores alcançando 15 cm. Serviam para rasgar pele e carne, e esmagá-las. Assim como o T.rex, poderia comer 1 tonelada de carne por dia, mas diferentemente do rei, não 500kg de uma vez só. Tinha a cabeça maior, mas as mandíbulas menores, mais finas, mais estreitas e com toda certeza, com menor grau de abertura. As mandíbulas do T.rex podiam expandir para os lados, tal como os répteis atuais, fazendo com que possa deglutir mais comida, de uma só vez.

Assim a mordida do Giga, pela estrutura cranial, de sua mandíbula e dentes, seria algo em torno de impressionantes 5 toneladas de potência.

Mas, o T.rex tinha os maiores dentes dentre todos os dinos, e eram cerca de 60 dentes, que quando caiam, eram substituídos por outro mais fortes. Eram enormes, passando dos 30 cm de altura. Eram grossos, cônicos, curvos e serrilhados. Se a vítima sobrevivesse, e se debatesse, iria ainda mais para dentro da boca do monstro.

A mandíbula do T.rex era mais larga, e seus ossos, mais grossos. Seu focinho era mais largo, e os espaços ocos de sua cabeça, o tornavam mais leve. Seus ossos eram pneumáticos, bem mais leves que os do Giga. O pescoço do T.rex, assim como o do Giga, era bem forte, pronto para girar a grande cabeça, pronta para atacar.

Imagine o T.rex pronto para uma bela mordida?

MAS, provavelmente ela, a presa/vítima, morreria na primeira mordida. Lembra daquele monstro de alguns posts atrás, correndo com a boca escancarada? Agora adicione uma potência de mordida superior as 20 toneladas de potência, ao menos 4x mais potentes que as do Giga...Essa era...A MORDIDA do T.rex. Pois é, nesse quesito ele ganha fácil. Vocês lembram das presas que o T.rex enfrentava? Agora é perfeitamente compreensível o porque de uma mordida tão violenta.

Um ponto para o T.rex, por favor...

Enquanto as estimativas de potência ou força da mandíbula do Giganotossauro encontra-se perto das 5 toneladas de pressão, as do T.rex ultrapassam as 15 toneladas de pressão, sendo muito superior aos do Giga. Fato é que é conhecido no meio científico e paleontológico, que o T.rex possui uma "Senhora Mordida", ou seja, ele mordia mais forte do que qualquer outro animal terrestre.

Haviam apenas dois animais capazes de morder com tanta violência: o Liopleurodon, que tinha um crânio de 3 metros, sendo uma réptil marinho de até 25 metros de comprimento; e o Megalodon, ou Carcharocles Megalodon, conhecido como sendo o maior tubarão que já existiu, com até 20 metros de comprimento.

Mas, como o T.rex e o Giga viviam na Terra, e jamais encontraram quaisquer um dos dois, e, claro, são nossos preferidos, ao lado do Espinossauro e outros carnívoros gigantes, vamos nos concentrar nisso.

Como já dito, o Espinossauro, apesar de enorme, não possuia a força muscular geral, nem a mandíbula comparável às dos Carcharodontossaurídeos, como Giga e Carcha, ou Tiranossaurídeos, como o T.rex e o Tarbossauro.

Com dentes maiores, apesar do Carcharodontossauro ser considerado menor e menos corpulento e robusto que seu primo Sul-Americano, o Giga, é fato que o Carcha possuia uma mordida muito mais impressionante, devido ao formato de seu crânio e mandíbulas, e além disso, dos dentes enormes. As estimativas apontam o seguinte:

O Espinossauro, muito parecido com um crocodiliano, provavelmente possuía uma mordida potente, porém, não se pode comparar um animal que possuía grandes braços e garras como sendo suas maiores armas, com outros que tinham braços pequenos e cabeças enormes, muito mais impressionantes, e com toda certeza, de uma constituição mais forte.

Assim, estimasse que a potência da mordida de um Espinossauro fosse ao redor das 3 toneladas, contra 5, quase 6 toneladas de pressão, do Giganotossauro. Porém, apesar de maior e mais forte, o Giganotossauro talvez tivesse uma mordida inferior à do Carcha, que talvez atingisse 7 ou 8 toneladas de potência.

Neste assunto, o T.rex encontra-se em um patamar muito superior e diferente. Dados iniciais apontam a força de sua mordida, na pressão exercida em apenas UM de seus dentes, ao redor de 1,4 toneladas, enquanto que a força geral poderia variar, em acordo com o animal, ou seja, o tamanho dos dentes, crânios e a força muscular geral, assim as estimativas ficam entre 16,5 até 23 toneladas, muito embora a maioria dos especialistas, apontam entre 15 a 18 toneladas de potência.

Com uma mordida destas, o T.rex poderia facilmente detonar qualquer rival, mesmo que fosse o gigante poderoso do Sul, o Giganotossauro talvez fosse mais resistente, mas com toda certeza, ele não era mais forte e poderoso do que o T.rex, e isto não é especulação ou opinião, é fato, embasado por ossos e estudo dos hábitos.

Nesta foto, dos crânios de ambos, está exatamente mostrado em branco, os fragmentos encontrados do segundo espécime de Giganotossauro, e maior. Comparado ao Holótipo do Giga, o Fóssil ao qual me refiro na primeira figura da postagem, é que estão sustentadas e embasadas todas as estimativas de tamanho do animal, incluindo as que superariam o tamanho do T.rex. Para vocês verem que as vezes, apenas alguns ossos e fragmentos fósseis, podem ajudar a atrapalhar a história e imagem do T.rex, que durante 93 anos, reinou absoluto, sem rivais em tamanho, e ainda, sem comparações notoriamente exageradas.

Imagine assim, não é porque um indivíduo, um ser humano, possui mãos maiores, ou braços mais longos, que, numa luta, ele sairia vencedor. Assim como não é porque ele fosse mais alto, ou mais pesado, ele tivesse vantagem. O que importa numa luta, além da inteligência e capacidade de improvisar, com toda certeza, são os instintos e, com toda certeza, a força, que como sabemos, não precisa estar aliada ao tamanho.

Tigres são mais compridos do que leões, possui também pernas mais fortes. Porém, os leões possuem garras mais fortes, dentes mais resistentes, além de uma mandíbula mais potente. Não que ambos se enfrentem, mas se se enfrentassem, provavelmente o tigre seria o Giganotossauro, ou seja, grande, forte, pesado e robusto, mas o leão, que seria o T.rex, é mais forte, tem mandíbula mais potente, mesmo sendo mais leve.

Força Geral:
O T.rex, com muito mais músculos e ossos mais grossos, era mais forte, musculoso e rápido.

O Giga talvez fosse mais pesado, mas bem mais lento e não tão potente. Ainda sim, provavelmente um dos mais poderosos animais que o mundo já viu.

Se fossemos imaginar um animal que poderia ser rival do T.rex nos games, ou até no cinema, ele teria que ser apenas o Giganotossauro.

Evidente é que em jogos como Dino Crisis 2, infelizmente, na tentativa de destronar o Rei, foi colocado um Giga com mais de 20 metros de comprimento por mais de 7 m de altura e sabe-se lá o peso, capaz de segurar um T.rex de pelo menos 8 toneladas com a boca, o que, seguramente, jamais aconteceria, dado ao tamanho do Giga, que mal chegava aos 15m e ao fato do T.rex ser mais poderoso que ele. Mas, como sempre digo, filmes e jogos são interessantes e divertidos, até intrigantes, mas com toda certeza, não são ciência, pois se o fossem, com toda certeza os cientistas seriam grandes cineastas, vocês também não acham?

Ambos, eram sem dúvidas animais magníficos, verdadeiros monstros poderosos e impressionantes.

Tamanho:
O T.rex e o Giga eram praticamente iguais em comprimento, tinham o mesmo porte.

Mas o T.rex era mesmo, mais alto, em acordo com o comprimento dos ossos da tíbia e do fêmur, enquanto o Giga era um pouquinho mais pesado.

Bom, então é isso, depois eu volto com o capítulo final desta surpreendente batalha que o mundo jamais permitiu que ocorresse, até lá...