Terras Jurassicas

Terras Jurassicas
Quando Eles Mandavam

19 de janeiro de 2011

A Maior Batalha que Jamais Ocorreu: T.rex x Giga









Tyrannosaurus x Giganotosaurus: Quem é o Rei?

Duelo de Titãs - Parte I: Apresentando o Tiranossauro
Nunca, jamais, nenhuma dessas duas bestas feras imensas se cruzaram.

Separadas por pelo menos 20 milhões de anos e alguns quilômetros de distância,
infelizmente, os dois mais massivos dinossauros já encontrados e até agora conhecidos
pelo ser humano, Tyrannosaurus e Giganotosaurus são, sem sombra de dúvidas, alvo de
toneladas de comparações, especulações, estudos, opniões e com toda certeza, inúmeros
palpites de quem venceria uma improvável e com certeza fantástica batalha entre ambos.

Por isso, esse post especial, será dividido: primeiro pretendo falar da história, desde o des
-cobrimento de cada um deles, passando pela linha do tempo e pelas décadas. Depois, vou
dar informações, primeiro do Rei dos dinos, seguido pelo Gigante do Sul, e finalmente, na
última parte, datalhar come deveria ser uma batalha entre ambos, considerando suas armas
principais, força, potência das mandíbulas e etc.

Descobrindo o Rei
O Tyrannosaurus foi encontrado primeiramentem em 1892. Porém pouquíssimos fósseis foram encontrados, e a tais restos fossilizados, fora dada a alcunha de Manospondylus gigas, afinal tais fósseis eram grandes.

Assim, permaneceu a nomenclatura por muitos anos. Mas graças a Barnum Brown, notório e respeitado caçador de fósseis à época, encontrou, em 1902, fósseis completos e suficientes para descrever tal animal e explicar seus hábitos, estilo de vida, de caça e como seria a aparência desse gigante. Medindo quase 11 metros de comprimento, o animal causava espanto, pois seus ossos eram tão pesados que eram puxados por trenós repletos de cavalos.

Um crânio de T.rex, pesa, em média 200kg. Quando Henry Fairfield Osborn bateu seus olhos pela primeira vez na ossada, e se espantou com os enormes dentes desse megapredador, ele já sabia o nome que daria a fera: Tyrannosaurus rex, o Rei dos Répteis Tiranos.

A imagem que arrepiava, dava a noção da ferocidade e poder deste grande animal. Era o maior, mais assustador e feroz animal que o mundo sequer havia imaginado. Fato interessante é que à época, as pessoas imaginavam que o T.rex tinha poucos milhões de anos, e que talvez, se alimentasse de elefantes.
Barnum Brown, por sua vez, pretendia nomeá-lo como Dynamosaurus imperiosus, ou seja, enorme réptil imperador. Mas Osborn, que foi quem o descreveu, dentre outras muitas espécies
de dinossauros, queria a todo custo nomeá-lo T.rex. E assim foi feito.

A partir deste determinado momento, começava a fama inabalável, indestrutível e mundial, do maior dinossauro carnívoro do planeta.

A Fama e a Imagem do T.rex
Conforme descrito, o T.rex era enorme, passava dos 10 metros de comprimento por 4.5 metros de altura.
Peso? Bom, quanto ao peso, os cientistas exageravam um pouco na época, afirmavam algo em torno das 12 toneladas.
De década em década o T.rex era sempre re-descrito e re-estudado, cada vez mais detalhadamente.
Como ele seria? Como andava, caçaca, vivia? Formavam grupos/famílias? Existiria outro predador naquela época tão poderoso quanto ele?

Anos 90: Algumas Respostas, poucas certezas
Vamos as respostas, agora. O T.rex era enorme, possuía uma grande, pesada e comprida cauda, pernas muito grossas, fortes, braços pequenos mas maciços, com mãos terminadas em 2 dedos com garras, ao invés de 3, como era comumente encontrado em todos os grandes carnívoros descritos até então. Sua cabeça, mandíbulas e dentes, eram incríveis e magníficos, enormes, com mais de 18 cm de altura, curvos, cônicos, serrilhados e muito fortes. Os dentes dele tinha a mesma forma de um punhal.

Sequer imaginavam que seus dentes não são apenas os maiores da história dentre todos os animais já descritos no reino animal, mas também, de longe, os mais fortes.

Provavelmente viviam até os 30 anos, alcançando o tamanho adulto e maturidade sexual aos 18, talvez 19 anos de idade. Caçavam e também viviam em pequenas famílias ou grupos, e caçavam desde os poderosos Triceratops, aos super bem protegidos Ankylosaurus, dois dos mais, se não os mais, poderosos herbívoros que o mundo nem imaginou ver.

Existia apenas um animal mais forte, mais poderoso, mais perigoso e capaz de detonar ou mesmo assutar um T.rex: Outro T.rex.

Era o topo da cadeia alimentar. Porém todas essas perguntas só foram respondidas entre o começo e o final dos anos 90, até essa época muito pouco se sabia.

Antes, o T.rex era considerado gordo, lento, pesado, com a cauda arrastando no chão, andando ereto, vivendo em pântanos e alagadiços, incapaz de correr, pensar, calcular ataques, sendo um animal de sangue frio.

Uma coisa que é pouco dita é que alguns T.rex podiam nascer com três dedos, ou com um pequeno dígito que seria esse terceiro dedo.

Isso não passava de uma pequena mutação, assim como existiam animais com braços e mãos maiores, mais fortes e caudas bem mais longas, o que revela que realmente existiam animais maiores do que o normal.

Mas não, ele não era nada disso e graças a Bob Bakker, a imagem do T.rex foi refeita e remontada.

O T.rex era forte, musculoso, rápido, muito rápido, esperto, muito inteligente, o mais dentre os maiores carnívoros, andando em postura projetada para a frente, usando a cauda para se equilibrar. Além de tudo isso, tinha visão esteroscópica, ou seja, enxergava o mundo em 3D, como nós, seres humanos. Sua visão era excelente, assim como as atuais aves de rapina, possuia o segundo melhor olfato do reino animal, perdendo apenas para o Pterodáctilo. Fora tudo isto, ainda por cima, tinha uma das melhores audições. Podia calcular ataques, possuia boa memória e também tinha um avançado grau de aprendizado, ou seja, a cada batalha, ou ataque, ele ficava mais esperto, perigoso e aterrador.

Tratava-se de um animal de sangue quente, inteligente e mortífero. Além de tudo, não se esqueça: Ele ainda possuia uma mandíbula de mais de um metro de comprimento, recheada com dentes super poderosos e gigantes.

Imagine um animal de mais de 13 metros de comprimento por mais de 6 toneladas, correndo com uma boca capaz de engolir mais de 500 kg de carne de uma só vez, escancarada e com cerca de 60 punhais hiper afiados, serrilhados e grossos como uma banana, correndo a cerca de 20, talvez 25 km/h, atrás de você, pronto para dar-lhe uma única e bela mordida fatal. Imaginou? Pois isto é o que seria um T.rex atacando. O filme Jurassic Park ajudou a eternizar ainda mais e concretizar a imagem da besta temível e terrível que seria o T.rex, quando vivo.

Outros Gigantes: Maiores que o Rei?
Desde do começo dos anos 1900, no começo do Século passado, a mais de 100 anos atrás, foram encontrados fósseis de dois animais, um deles poderia ser maior que o T.rex, embora mais baixo e frágil. Era o Espinossauro. Mas este apenas se tornou um 'rival' muito tempo depois, no começo dos anos 2000, cerca de 100 anos depois.

Muitos atribuem tamanhos exagerados ao Espinossauro, de mais de 15 metros de comprimento e 20 toneladas de peso. Com pouquíssimos fósseis encontrados, conhecidos e descritos, o Espinossauro seria, talvez, o mais longo/comprido carnívoro, mas de longe, não é o maior deles.

O outro, bem, esse era o Carcharodontossauro, que apenas em 1996 fora devidamente escrito e detalhado, e apesar de muitos terem imaginado ser maior que o T.rex, possuia porte semelhante, mas bem mais leve e delicado. Apesar disso, o Carcharodontossauro era ainda mais rápido que o T.rex, porém mais fraco e com mandíbulas muito aquém as do T.rex.

O filme Jurassic Park 3, de 2001 tentou colocar o Espinossauro no páreo, mas não conseguiu, mesmo ele tendo vencido o T.rex.

Atualmente podemos ver no jogo Primal Carnage, o contrário, o T.rex destruindo o Espinossauro.

Sempre pareceu que nada, nem ningúem abalaria a imagem do Rei dos Tiranos. Mas...

Mas então quem seria um rival a altura do T.rex? Poderíamos listar alguns: Allosaurus, um dos mais famosos dinossauros? Não, muito leve, menor e mais fraco que o T.rex. Então vamos tentar, hmm...quem sabe...o Tarbosaurus? Talvez, ele é enorme, poderoso e quase idêntico ao T.rex, mas...qual seria a graça de comparar dois animais imensos que, se colocados lado a lado, mal poderíamos saber qual é qual?


Por este motivo, talvez apenas o Giganotosaurus, embora alguns digam também Tyrannotitan, seja o único animal capaz de vencê-lo, por isso aquie esta a comparação.

Assim, nenhum deles até hoje fez o T.rex perder o brilho, ou sequer se abalar. Até que...[fica para o próximo post, amanhã, na segunda parte da série de posts especiais: Quem é o Rei? Duelo de Titãs...até lá...

17 de janeiro de 2011

C-rex: Maior do que "Sue" e "Samsão"?

Conheça C-rex, um dos maiores T.rex do mundo!



Vou fazer um rápido post sobre o fóssil de T.rex que há muito vem causando controvérsia: MOR1126, também conhecido como C-rex.

Encontrado no verão americano de 2001, pelo mundialmente famoso paleontólogo, caçador de fósseis, descobridor do Maisaurus, curador do Museum of Rocks em Montana, nos EUA, John "Jack" Horner, este seria o maior espécime de T.rex já encontrado, sem dúvidas, descréditos ou mesmo sem qualquer obstáculo.

Encontrado junto de outros animais, ou seja, mais uma evidência de que o T.rexes viviam em bandos, C-rex era sem dúvida o maior dentre todos eles.

As estimativas iniciais apontavam um animal de pouco mais de 13 metros de comprimento, no mesmo patamar de "Sue", menor portanto, que Samsão, o Z-rex, de pelo menos 13.2 metros.

Mas quando começaram a aparecer, os fósseis mostraram um animal, pelo menos 5% maior do que "Samsão" e 10% maior que "Sue", atingindo entre 14.1 a 14.5 metros de comprimento.

Porém, até hoje nenhum outro Museu do mundo todo pode averiguar o fóssil de maneira mais profunda e detalhada, pois tais estudos não foram permitidos pelo Museum of Rocks, o Museu das Rochas, situado em Montana, EUA.

Comparação de tamanho entre "Sue" e "C-rex".

Mesmo assim, já se encontra registrado em muitos sites conceituados sobre o assunto, que o fóssil é aceito, e que tem entre 46 a 48 pés, ou seja, entre 14 a 14.5 metros, mais de 6 metros de altura, mas o peso não seria tão alto, algo em torno das 8.5 toneladas.

Acima, uma ilustração que mostra mais ou menos como seria o tamanho do Tyrannosaurus rex, considerando o tamanho mínimo de C-rex.

Por enquanto esse é o tamanho estimado aceito para a espécie Tyrannosaurus rex, muito embora existam pelos menos 2 ou 3 fósseis que excedem o tamanho de C-rex.
C-rex com seu descobridor, o super-paleontólogo Jack Horner.

16 de janeiro de 2011

Os Mitos que Cercam os Maiores Carnívoros

Quatro Gigantes: Tarbosaurus, Saurophaganax, Mapusaurus e Tyrannotitan


Hoje eu vou finalizar a série de postagens sobre os mitos de tamanhos e a realidade de alguns dos maiores carnívoros.

Após as três estrelas principais, T.rex, Giga e Carcha, agora vou dividir esse post entre quatro outros dinos, são eles: Tarbosaurus, Saurophaganax, Mapusaurus e Tyrannotitan.

Não abordarei nada sobre o Spinosaurus, apesar dele ser mesmo um dos maiores carnívoros por um simples motivo: já falei sobre os mitos que cercam o seu tamanho no post do próprio Spino.

E mais, em breve, ainda essa semana, o super post especial: Quem é o Rei? Tyrannosaurus x Giganotosaurus. Aguardem, será imperdível!!!



Tarbossauro: Um dos Maiores Tiranos

O Tarbosaurus foi encontrado em 1955, na Mongólia e na China, mas muito pouco sobre ele fora estudado na época. Apenas em 1975, ou seja, duas décadas depois é que ele começou a ser realmente descrito.

O problema que apareceu foi o seguinte: Afinal, é ou não o Tarbosaurus uma nova espécie de T.rex?

A realidade é que após estudos mais detalhados, fora constatado que, apesar da semelhança extrema e assustadora, ele tinha algumas particularidades que o T.rex não tinha, como mandíbulas menores, cabeça maior, braços menores, ossos da tíbia mais compridos, era mais leve, provavelmente mais rápido e de maneira geral, era menor.

Também possuía menos dentes que o T.rex, eram 27 contra 60 dentes do Rei.

Assim, então o Tyrannosaurus baatar passou a ser o Tarbosaurus baatar. Mas a questão não se encerrou por aí. Muitoa acreditavam mesmo que ele poderia ter sido tão grande ou até maior do que o T.rex.

Com o achado de fósseis mais completos, ele foi descrito como tendo cerca de 2 metros de comprimento e 2 toneladas a menos que o colossal T.rex.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saurophaganax: Allosaurus enorme ou o Novo Rei do Jurássico?
Se você gosta muito de dinossauros provavelmente já escutou um desses três nomes: Alossauro, Epanterias ou Saurophaganax, estou certo? Sem dúvidas que o Alossauro é muito mais famoso, mas sabe o que é que ele tem a ver com esses dois dinos? Simplesmente...tudo

Desde que o Allosaurus fora descoberto, ele já era enorme, considerado com um comprimento de cerca de 9 a 9.5 metros de comprimento, patamar próximo ao do Megalosaurus.

Desde de então, mais de 60 fósseis foram escavados, mas nenhum Allosaurus era realmente tão grande quando comparados com espécimes como o T.rex, por exemplo. Assim, seu nome, que era Alosaurus maximus, foi considerado para os maiores espécimes, e considerado portanto uma espécie diferente de Allossauro quando comparado com outros menores, que seriam os Allosaurus fragilis.

Portanto, teríamos duas espécies então: O maximus sendo maior e mais pesado que o fragilis.

Enquanto o Allosaurus maximus passava dos 10 metros de comprimento, talvez 11 ou até 12 metros, e peso em até 4 toneladas, o A.fragilis era pequeno, com algo em torno de 6 a 9 metros de comprimento por apenas 1.5 tonelada de peso.

Porém, o A.maximus só eram conhecidos por alguns fragmentos, enquanto o A.fragilis era amplamente conhecido.

Mas em 1996/7, fora encontrado o Epanterias amplexus, um enorme carnívoro, que apesar de apresentar óssos pequenos e leves, poderia atingir um tamanho de 14 metros de comprimento, o que rivalizaria com gigantes como T.rex ou Giga.

Foi então que, com estudos e análises mais profundas, constatou-se que tais ossos eram senão de um Allosaurus maximus, de algo extremamente parecido, igualmente poderoso, porém, ainda maior, o que o tornaria o maior dinossauro carnívoro do Jurássico, título pertencente ao Allosaurus.

Porém, até hoje nenhuma evidência fora encontrada alegando tal fato, que o Epanterias seria mesmo outro animal, e que seria ainda maior. Mesmo assim, o nome da espécie permanece. Alguns especialistas dizem que eram animais muito semelhantes, como Giganotossauro e Mapussauro, parentes próximos, mas que o Allosaurus seria mais feroz e veloz.

Depois de algum tempo, surgem novos fósseis. Mas estes eram bem mais grossos, e deveriam pertencer a um enorme predador, maior do que o Epanterias, bem maior que qualquer Allosaurus e talvez, do tamanho de um T.rex. E esse predador foi chamado Saurophaganax...maximus. Isso mesmo, o nome do Allosaurus. Mas e agora?

Durante anos, os três foram separados em Genus diferentes, mas pertencentes a mesma família, a Allosauridea. E assim permaneceu por muito tempo, o Allosaurus não era o maior, mas sim o mais feroz do Jurássico, pois ao seu lado estavam na batalha pela sobrevivência Epanterias e o poderosíssimo Saurophaganax.

Após novos estudos, alguns cientistas ainda crêem na validade das três espécies diferentes, enquanto outros os classificam como sendo o mesmo animal.

Foi determinado o seguinte: Existem três tipos de Allosaurus, a menor espécie, o A.fragilis, com 9 metros de comprimento e peso em até 2 toneladas, a espécie mediana, A.amplexus, com 13 metros de comprimento e 4 toneladas, e a maior, o A.maximus, com até 15 metros de comprimento, por 6, talvez 7 toneladas. Muito não?...Mas é verdade.

Assim, muitos chamam o espécime em questão Allosaurus maximus, enquanto outros Saurophaganax maximus, mas no final das contas, são o mesmo animal.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mapussauro: O Maior Carcharodontossaurídeo?
Há alguns anos atrás, mais precisamente em 2006, foi encontrado o Mapusaurus rosae, o Réptil da Terra, na Argentina. Na hora em que foi desenterrado, logo pode-se constatar que era sem dúvida um dos maiores carnívoros do mundo, pois excedia os 11 metros de comprimento.

Foram encontrados 8 indivíduos, alguns filhotes, outros subadultos/adolescentes, e dois maiores, provavelmente macho e fêmea, no caso, os pais.

É raro encontrar um carnívoro, pois existiam 30 espécies de herbívoro para cada uma de carnívoro. Encontrar oito animais de uma vez, então, é raríssimo. Agora encontrar uma família, isso é realmente fantástico.

Assim, foi fácil de perceber os hábitos e estilo de vida desse carnívoro, pois logo pode-se notar que viviam em bandos, que na verdade mais pareciam famílias grandes. O mais impressionante era a semelhança do Mapussauro com o Giganotossauro, tanto em porte físico quanto em forma da ossada. Para se ter uma idéia, eles eram ainda mais parecidos do que o Giga e o Carcha.

Outro ponto interessante foi constatado então: O animal não só é muito parecido com o Giganotossauro, como também coexistia com o próprio Giga nos mesmos locais, e na mesma época.

Quando foi encontrado, pensava-se tratar de novas ossadas de Giganotossauro, mas logo se percebeu que o animal recém-descoberto era, na verdade, mais leve e um pouco menor.
Seus osso eram mais finos e mais leves, apesar de igualmente grandes.

Os maiores animais poderiam até mesmo exceder os 12.5 metros de comprimento por 7 toneladas de peso. Porém, pouquíssimos especialistas, paleontólogos e cientistas acreditam que isso acontecesse. O animal provavelmente teria mesmo 12.5 metros de comprimento. O seu holótipo, ou seja, um espécime em questão que é usado em consideração como o tamanho comum de cada espécie, é bem grande, chegando perto dos 12.2 metros de comprimento.

Mas alguns creditam ao Mapussauro um tamanho de até ou mais do que 15 metros, o que seria um tanto quanto inconcebível, pois o Giganotossauro, seu parente mais próximo, mal chega a este patamar. Portanto hoje em dia ele é considerado um conterrâneo do Giga, igualmente grande, mas muito menos poderoso, sendo portanto, mais ágil. Pouco se sabe sobre sua inteligência.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Tyrannotitan: O Monstro Mais Poderoso do Mundo? O Maior Carnívoro? Ou Mais um Exagero?
Agora vamos passar ao monstruoso Tyrannotitan. Quando fora encontrado, em 2002, falava-se sobre um novo carnívoro que deixaria o T.rex e o Giganotossauro com vergonha, e realmente muito pequenos. Esse novo animal, encontrado também na Argentina, seria o maior e talvez, o mais feroz de todos os carnívoros, perdendo em força, apenas para o T.rex, e superando até mesmo o Giganotossauro.

Até agora, pouco se sabe, realmente sobre seu enorme tamanho, ou não. Alguns acreditam que media cerca de 13.5 metros de comprimento, 5 a 6 metros de altura e peso em até 9 toneladas.

Mas isso apenas empataria com os dois maiores, T.rex e Giga. Esse animal é extremamente diferente e modificado, pois possui características exclusivas dos Tyrannosaurus, mas também apresenta carcterísticas que apenas os Giganotosaurus e Carcharodontosaurus possuem.

Por esse motivo, que muitos tem certeza que este monstro poderoso seria o elo perdido e primitivo ente os dois maiores e mais poderosos carnívoros que o mundo já conheceu. Seus dentes são os únicos, além dos do Tarbosaurus, que se aproximam em tamanho, mas não em força, deixo isso bem claro, dos do T.rex, mediam quase 18 cm. E além disso, suas pontas eram dividas em duas pequenas e menores pontas, sendo ainda mais afiadas.

Existem poucos fósseis e poucas evidências de como seria o animal que deu origem ao Rei, e ao seu maior rival, em termos de tamanho pelo menos. Ele talvez fosse bem mais lento e pesado, uma evolução do Allosaurus maximus, muito menos inteligente que o T.rex, com mãos parecidas com as do Giga, além dos braços também. Sua cauda seria bem longa e grossa, o que faria dele o mais comprido carnívoro.

Seu crânio tinha formas muito parecidas com as do T.rex, mas assemelham-se também com o dos Giganotosauros, sua mordida talvez fosse mesmo mais potente que a do Giga. Seu nome é uma homenagem ao T.rex, ao fato de serem semelhantes, em forma e porte.

Se for comprovado o tamanho que creditam a ele, mas que até agora, é apenas estimado, atingindo de 12.5 a 15.8 metros de comprimento por 7.5 metros de altura e mais de 12 toneladas, o Tyrannotitan seria sem qualquer sombra de dúvidas, o maior, mais pesado e mais feroz dos carnívoros, e também o mais primitivo animal carnívoro gigante do período Cretáceo. Não é atoa que seu nome significa "Titã Tirano".

Assim concluo os posts sobre os Mitos e Realidades sobre os Maiores Carnívoros do Mundo.

Em breve, a maior batalha que o Mundo jamais viu ou sequer imaginou: T.rex x Giga, quem vencera? Quem sera mesmo o Rei dos Dinos? Até mais...

11 de janeiro de 2011

A Descoberta do Carchadorontossauro: O Primo do Giganotossauro


Hoje vou falar rapidamente sobre o Carcharodontosaurus, mais uma vez sobre os mitos e realidades sobre o tamanho dos maiores dinossauros carnívoros.

A Descoberta: Megalosaurus ou Carcharodontosaurus?

Quando foi encontrado, em 1912, no Marrocos, foi confundido com o Megalossauro, já super conhecido na época.

Mas naquela época poucos fósseis foram encontrados e dessa forma, não poderíamos encontrar alguem que estivesse apto a realizar uma adequada e acertada averiguação ou estudo nos fósseis.

E assim ficou, por muito, muito, mas muito tempo mesmo, sendo considerado uma nova espécie de Megalossauro, o Megalosaurus saharicus, um pouco menor e menos robusto do Megalosaurus bucklandi, o 'original'.

Enquanto o bucklandi apresentava dentes maiores e mais primitivos, o saharicus por sua vez, tinha dentes mais serrilhados e mais parecidos com os do Allosaurus.

O Megalosaurus bucklandi atingia até 9 ou 10 metros de comprimento, por cerca de 3 metros de altura por talvez umas 2 toneladas de peso.

Já o saharicus, um pouco menor, atingia cerca de 8 metros de comprimento. Ele era conhecido por poucos fósseis, e desde então, foram deixados de lado, nunca mais estudados e esquecidos.

Até 1996, ficou dessa maneira. Foi então que nesse exato ano, Paul Sereno, um paleontólogo, e sua equipe foram até o Marrocos, na região do Deserto do Saara. Após dois meses de escavação, nada foi encontrado. Quando faltavam apenas dois dias para o fim da escavação, Sereno avistou algo em uma grande montanha arenosa.
Na Imagem acima uma comparação do tamanho do crânio do Carchadorontossauro e de um ser humano: Diferença de 50x.

Escavando um Gigante

A escavação começou, e não se perdeu a expedição. Após alguns minutos, descobriram tratar-se de um carnívoro, pelos formatos dos dentes e dada a quantia de dentes, passavam de 10 dentes, que trataria-se de um carnívoro dos grandes. Depois de algumas horas, o resultado: Uma enorme cabeça, com cerca de 1.6 metros de comprimento, maior do que a do T.rex e do mesmo tamanho da do Giganotossauro. Além do crânio, foram encontrados mais alguns fósseis. Seria este um novo rival em tamanho para o T.rex?

Giganotossauro x Carcharodontossauro: Iguais, mas tão diferentes...

O mais fantástico de tudo, é que quando comparados, os crânios do Carcharodontossauro e Giganotossauro, são extremamente semelhantes, quase perfeitamente iguais. Ambos viveram inclusive, mais ou menos na mesma época, mas em locais diferentes. A diferença de tamanho dos dois crânios era de apenas 2 cm...Mas a diferença mais marcante é a forma e o estilo dos dentes: O Giganotossauro possuía dentes um pouco menores, mais finos, muito mais afiados e pontiagudos, ideais para perfufar a pele e carne da presa, enquanto o Carcharodontossauro tinha dentes mais largos, grossos, serrilhados e menos pontudos, porém eram mais poderosos e eficientes, ideais para rasgar a pele e a carne e esmagá-las e arrancá-las. Quando comparados com os do T.rex, ambos sãp muito mais frágeis, possuem estrutura mais fina, menos robusta, são mais primitivos, e seus dentes e mordidas, bem menos potentes, pois o T.rex possuia dentes com até o dobro do tamanho, e a mandíbula, bem, mais de dez vezes a potência, além de seus dentes serem mais poderosos, e não apenas perfurarem ou rasgarem carne e pele, mas tambem para esmagar e estraçalhar ossos das presas.

A Potência da Mandíbula: Quem dos três é o mais poderoso?

Estudos realizados em crocodilos, jacarés e tubarões foram realizados para constatar quem possui, atualmente a mais potente mordida do reino animal. O Tubarão atingiu 1.3 toneladas de pressão, o Jacaré atingiu 1.5 toneladas/força e o Crocodilo, levou a disputa, atingindo 1.7 toneladads. Mas o que que isso tem a ver com dinossauros????

Agora, a explicação: a mordida do Giganotossauro, provavelmente teria 3x a força de um crocodilo, ou seja, pouco mais de 5 toneladas de força. O Carcharodontossauro, por sua vez, atingiu 5x o valor dessa potência, chegando as 8.5 toneladas de força. Mas então surge o eterno Rei. Quando sua fama e força pareciam começar a entrar em cheque, os estudos surpreendem novamente: para se ter uma noção mínima da diferença dos três animais, apenas os maiores dentes, exerciam, cada um, uma pressão de 1.360 kg/força!!! Enquanto que a potência total chega a 16x a de um Crocodilo, ou seja, impressionantes 27 toneladas de força!!!

Mais Estudos sobre o Monstro Africano

Após análises mais aprofundadas, constatou-se que aquele velho fóssil encontrado no começo do século XX se tratava do mesmo animal que este, afinal sua estrutura óssea e seus dentes, eram iguais, porém maiores.

Então a comunidade científica especializada nos dinossauros, voltou-se para o velho fóssil. Mas apenas dispunham de folhas e folhas e cadernos de anotações de estudos sobre os mesmos. Os fósseis, assim como ocorrera com os do holótipo do Espinossauro, foram destruídos em plena 2ª Guerra Mundial.

E agora? Foi então constatado o seguinte: Aquele exemplar de apenas 8 metros não se tratava de um Megalosaurus, mas sim de algo novo. Aquele velho fóssil era apenas um animal que começava a entrar na adolescência!!!

Isso mesmo, era um sub-adulto. Então, para denominar a enorme criatura, focaram no traço mais marcante do dinossauro: Seus enormes e serrilhados dentes, no forma e aparência iguais ao de um Grande Tubarão Branco. Assim nasceu a nova denominação: Réptil com dentes de Tubarão, do Saara, para manter parte do velho nome. Portanto temos o Carcharodontosaurus saharicus.

Mas e agora, qual o tamanho dele?


Analisando ambos os fósseis, ou o que restou deles e considerando que não há um holótipo do animal, os especialistas buscavam uma maneira de estimar o tamanho com base na estrutura do sub-adulto e do adulto. Comparativamente, o animal adulto deveria ter cerca de 15 metros de comprimento por 5 metros de altura e seis, talvez 7 toneladas de peso.

Opa! Isso faria dele o maior de todos não é? Mas, por causa da ausência de fósseis mais completos e detalhados, então o Carcharodontossauro não poderia ser considerado o maior carnívoro, considerando que aqueles que disputavam à época o 'título', Tyrannosaurus e Giganotosaurus, eram conhecidos por muito mais fósseis e por seus holótipos, que se tratam dos fósseis mais completos, ou o mais completo possíveis, em que as estruturas ósseas são exatamente conhecidas e o tipo de corpo, detalhado e a anatomia do animal é perfeitamente descrita.

A Conclusão do Assunto: Mais Leve e Ágil do que se pensava


Portanto, muito pouco conhecido, em número de fósseis, o animal sempre aparece em terceiro, ou talvez até em quarto, quando o assunto é quem é o maior dos carnívoros.

Mas, mesmo assim, anos depois, e depois de ser muito bem estudado, atualmente os cientistas perceberam um certo exagero no tamanho do Carcharodontossauro, e à ele é reconhecido e atribuído o seguinte tamanho: 10 a 13.5 metros de comprimento, talvez 14m, 5 metros de altura e cerca de 7 toneladas.

Por ser um carnívoro primitivo, parece ser um animal ágil e veloz, já que as estimativas de seu peso foram exacerbadas. O Carcharodontossauro era, provavelmente, mais ágil e inteligente do que o Giganotossauro, seu primo sulamericano enorme e poderoso, mas com certeza o Giganotossauro era mais robusto e pesado que o seu primo norte africano.

Por enquanto é só, galera, eu volto outra hora com mais e com o último post dessa seção: Os mitos e realidades sobre os maiores carnívoros. Até lá!

8 de janeiro de 2011

A Realidade sobre o Giganotossauro: Monstro Gigante ou Superestimado?






Terópodes Gigantes: Mito ou Realidade?
Hoje eu vou falar sobre os mitos do tamanho e a verdade sobre o Giganotossauro, o “maior carnívoro”.
A Descoberta: Um Novo Rei?
Desde que fora descoberto, em 1995, na Argentina, os paleontólogos responsáveis diziam que o Giganotossauro era maior do que o T.rex, sendo assim, o maior dinossauro carnívoro já encontrado.
Superestimados?
Alguns dizem que atinge os mais de 15 metros de comprimento, chegando aos 16 metros, por 7 ou 8 metros de altura e 10 a 13 toneladas de peso. Exagero? Não, não imagina...
Até aí tudo bem, porém o que quase NUNCA foi dito foi o seguinte: 1º - O esqueleto mais completo já encontrado de um Giganotossauro, sempre foi apresentado como tendo 13 metros de comprimento, assim como o T.rex “Sue”; 2º - Havia apenas um problema, os fósseis usados para a comparação foram os do fêmur dos dois animais, e o do holótipo do Giganotossauro era, realmente, cinco centímetros mais longo. Mas... E daí?
Erros de Cálculos e nas Comparações nas Novas Descobertas: O Monstro Encolheu
Daí que os espertalhões se esqueceram de comparar os ossos da tíbia, aqueles que sustentam o corpo todo são preenchidos pelas panturrilhas. Aí que está a novidade: esses ossos da tíbia são menores no Giganotossauro. OPA! Temos uma farsa aqui? Não exatamente, apenas alguns especialistas um tanto quanto exagerados, loucos por fama e para destronar o rei máximo dos dinossauros o T.rex.
Recentemente fora constatado também, que o Giganotossauro tinha ossos mais finos e mais frágeis do que os do Tiranossauro, diferentemente do que fora pensado anteriormente, pois se pensava que fosse bem mais pesado do que o rei.
No entanto, isso simplesmente indica o seguinte: O Giganotossauro era mais baixo e mais leve do que o T.rex, mas possivelmente, assim como acontece com o Espinossauro, eu disse possivelmente, era mais longo.
Voltando a falar dos fósseis do Giga: Eles têm na realidade 12.2 metros de comprimento, bem menores do que “Sue”.
Um segundo espécime encontrado, quando falo encontrado, entenda apenas fragmentos do crânio, seria 8 a 10% maior do que o holótipo de Giganotossauro, o que faria o tamanho da espécie variar de 12.2 a 13.4 metros de comprimento, tendo o peso em sete toneladas, ao invés de 10 toneladas. Já a altura do animal, como dito acima, era inferior a do Tiranossauro, alcançando entre 4 a 5 metros de altura. Isto se deve ao fato do T.rex andar com a cabeça levantada, enquanto o Giga andaria com a mesma reta e mais abaixada.
Fato igual ocorreu com o Argentinossauro, o ‘maior dinossauro’, um saurópode que se dizia passar dos 40 metros e 100 toneladas. Hoje, se sabe que o dito cujo mal chegava aos 35 metros e com toda certeza, não é o maior de todos os dinossauros, título disputado entre o Sismossauro e o Amphicoelias, ambos ultrapassando os 50 metros.
Giganotossauro x Tiranossauro: Quem, afinal, é o rei?
Voltando ao assunto do Giganotossauro, em comparação com o UCMP118742, o qual falei na postagem anterior, trata-se de um Tiranossauro de apenas 16 anos de idade. Mesmo assim, suas estimativas estão na casa dos 15 metros de comprimento. Se levarmos em consideração que o T.rex crescia até os dezoito, talvez dezenove anos, esse magnífico animal passaria dos 16 metros de comprimentos e mais de 10 toneladas.
O que se pode realmente atestar atualmente são duas coisas: primeiro, que certamente os Giganotossauros não eram tão enormes quanto se imaginava e, segundo, que todo carnossauro grande quando é encontrado é maior do que o Tiranossauro.
Daí, até que se prove e comprove que tal fato não passa de embuste recheado de mentiras ou factóides duvidosos, a imagem do mais famoso dinossauro segue sendo arranhada.
De qualquer maneira, as coisas são assim mesmo.
Fato é que ambos, Tiranossauro e Giganotossauro possuem porte semelhante, sendo o T.rex mais forte e mais alto, com dentes maiores e mais poderosos e com toda certeza, com uma mordida muito superior em potência a do Giganotossauro.
Em breve, falarei mais de ambos, na batalha fictícia: T.rex x Giga, quem é o verdadeiro rei?
Voltarei também em breve com duas matérias de dinossauros, uma falando do Giganotossauro, seu tamanho, fatos, estilo de vida, caça e também um super post especial daquele que ainda é, para a inveja e a ira dos detratores, o maior e mais famoso carnívoro que a humanidade teve o prazer de descobrir. Dá-lhe Barnum Brown.
Se caso você duvidar de alguma dessas teses, procure na internet, UCMP118742, faça isso e você poderá confirmar a realidade como ela é e como era, de fato.

Os Mitos sobre o Tamanho dos Maiores Carnívoros



Terópodes Gigantes: Mito ou Realidade?

Nessa sessão eu vou falar sobre os mitos que cercam os maiores carnívoros do mundo, o quão grande eles realmente são, o que é fato, o que é duvida e o que é mito a cerca dos tamanhos, por vezes até meio improváveis que alguns paleontólogos e especialiastas, quer sejam profissionais, ou mesmo amadores detalham e acreditam.

Hoje eu vou falar sobre os mitos que cercam o mais famoso e poderoso dinossauro carnívoro, é ele, o Tyrannosaurus rex.

Fatos sobre o Tiranossauro: A descoberta do assustador animal, nascido para ser gigante.

Desde que foi encontrado, em meados de 1902, e finalmente em 1905, totalmente descrito, o T.rex impressionou a todos.

Ao longo do tempo, os fósseis encontrados atingiam de 8 a 11 metros de comprimento, respectivamente os juvenis e o mais velhos. Com o passar do tempo, espécimes maiores foram encontrados, atingindo entre 12 e 12.5 metros de comprimento. As estimativas de peso, sempre altas demais, pois o T.rex era visto como um animal gordo, lento e muito pesado. Era normal se falar em 10 toneladas ou mais.

Outros animais, como o Allosaurus, Spinosaurus entre outros, foram reportados por atingir tamanhos próximos, mas nenhum tinha o prestígio e a aparência aterradora do mesmo.

Á esquerda uma das primeiras imagens desenhadas, de como seria o T.rex: pesado, lento, ereto e com três dedos em cada mão. Na imagem da direita a visão atual: rápido, abaixado, esguio e forte.

Novas descobertas, mudanças, evoluções e revoluções na maneira de pensar o rei:

Assim, até o final dos anos 90, poucos conseguiam, exatamente, estimar o tamanho do T.rex.

Até que no começo de 1990, foram encontrados os restos de mais completo, porém não o maior T.rex já encontrado, conhecido como “Sue”. Atingindo cerca de 13 metros de comprimento, 5.5 toneladas de peso e 4.9 metros de altura, era o maior T.rex, até então.

Porém quando fora encontrado, o tamanho estimado passava dos 14 metros. Desde então alguns passaram a estimar o tamanho entre 10 a 14 metros de comprimento, com média de 12 metros. Ficou mais do que provado que o antes gordo e lento, que arrastava a cauda no chão, agora era esguio, forte e rápido, e corria em postura projetada para frente.

E não andava ereto sobre as patas traseiras, mas sim, curvado para frente. Isso tornou a imagem do monstro ainda mais aterrado ainda, como eternizado na série de filmes, Jurassic Park.

Ocorreu um problema, que muitos pensavam que “Sue” atingia 13.8 metros de comprimento, devido ao fato de que até antes do seu achado, jamais ossos dos dedos ou mãos, ou mesmo do rabo do T.rex foram encontrados. Eram adicionados o dobro de ossos caudais. Mas outra problemática seria: Se o T.rex é mesmo pesado e forte, tem uma cabeça pesada e pernas grossas, não deveria este ter sim, uma longa e pesada cauda? Eu penso que sim. Por isso em muitos desenhos e gravuras, o Tiranossauro é colocado como tendo três garras e uma enorme cauda. O terceiro dígito era comum, considerado um gene recessivo, ou uma mutação. Alguns animais tinham um dígito vestigial.

Desta forma o comprimento de “Sue” foi diminuído para 13 metros e seu peso, antes estimado em até 8 toneladas, agora tinha pouco mais de 5 toneladas.

Foi então que novos animais foram descobertos, e muitos começavam a falar em um novo rei dos dinossauros. Cada vez mais os especialistas tentam diminuir o tamanho e peso do T.rex. Alguns, no entanto, pensam que o mesmo atingia tamanhos superiores aos 14 metros, e pesava cerca de 10 toneladas.

Nunca um fóssil completo fora encontrado, que ultrapasse os 13 metros.

Existem, porém alguns fósseis isolados, que nos mostram o tamanho e supremacia do nosso rei.

O Crânio MOR008, de 1.55 metros, ao lado de um homem.

Os Maiores Tiranossauros do Mundo e Seus Muitos Segredos a Serem Estudados:

Deixados de lado em um depósito de Montana, restavam, não somente um crânio imenso, 13 cm maior do que o de “Sue”, mas outros fósseis, como mãos, garras, úmeros, fêmures, maxilas, e fragmentos de crânios, além de crânios incompletos.

Esses animais seriam entre 10 e 20% maiores do que “Sue”. Alguns desses fósseis têm suas denominações e são eles: MOR 008, que se trata do crânio do qual já falei em um post anterior; UCMP 118742, que se trata do maior de todo; MOR 980 (Rigby rex ou Peck's rex) um enorme macho de mais de 13 metros; MOR 1126 (Celeste ou C-rex), encontrado por Jack Horner e por último Samsão, o Z-rex.

Vou detalhar os fósseis agora:

MOR980/Rigby rex: Alguns fósseis isolados encontrados em Montana, atribuídos ao MOR980, se comparados ao de “Sue”, atingia 13.2 metros de comprimento, 6 toneladas de peso por 5.5 metros de altura. Seu crânio, incompleto, já atinge o mesmo tamanho do de “Sue”.

Samsão, o Z-rex: Trata-se de um fóssil desacreditado que percorre o mundo sendo exposto em espécies de turnês. O espécime possui 13.6 metros de comprimento. Trata-se então do maior esqueleto não apenas de T.rex, mas também maior do que qualquer outro carnívoro. Até aí tudo bem, mas pesquisadores decidiram estudar mais profundamente o fóssil e constataram o seguinte: os braços, mãos e garras, algumas vértebras e outros ossos não pertencem ao animal de 13.6 metros, pois seriam de um animal ainda maior, com cerca de 14.4 a 14.7 metros de comprimento. Por isso, o fóssil perdeu o crédito.

Aqui uma comparação de um homem, de FMNHPR2081, ou "Sue", e MOR008.

MOR008: O crânio possuí cerca de 1.55 metros de comprimento, contra 1.39 metros de “Sue”. Proporcionalmente, se estiverem corretas as estimativas, o animal teria entre 14.1 e 14.4 metros de comprimento, muito maior do que “Sue”.

C-rex: Encontrado por Jack Horner entre 2000 e 2001, esse fóssil, que não se sabe ser de macho ou fêmea, teria cerca de 10 a 15% o comprimento de “Sue”, alcançando entre 14.8 a 15 metros de comprimento.

UCMP118742: Apelidado de Tyrannosaurus gigantus ou Tyrannosaurus imperator, muitos dizem que se trata de uma nova espécie de Tiranossauro, por ser muito maior do que “Sue”. Este espécime possui uma maxila quase 30% maior do que “Sue”, garras e mãos 15% maiores e um crânio, incompleto, que é estimado em mais de 1.75 metros de comprimento. O comprimento total estimado fica entre 15.2 e 16.4 metros de comprimento.

Assim, surge uma pergunta: Seriam estes outras espécies de Tyrannosaurus, ou apenas versões enormes do comum?

Uma coisa é certa, não existem quaisquer diferenças suficientes para se tratar de uma nova espécie.

As Diferenças na maneira de ver o T.rex, no Brasil e no Mundo:

O T.rex no Brasil sempre aparece com apenas 12 ou 13 metros de comprimento, enquanto existem provas mais do que suficientes de que o animal passava dos 14 metros.

Enquanto isso, na Espanha, EUA, Itália, Inglaterra e alguns países nórdicos, entre tantos outros, o T.rex sempre aparece côo tendo de 12 a 14 metros de comprimento, com média de 13 metros, mas em alguns casos, passando dos 14.5 metros, chegando a 15 metros.

O correto seria de 12 a 15 metros, com médias de 13 ou 13.5 metros. Nos demais países latinos comumente se vêem comprimentos de até 16 metros.

Duvida? Basta olhar então, nos outros países o T.rex continua sendo o maior e mais poderoso carnívoro, não o mais pesado, nem o mais comprido, mas o maior, ou seja, aquele que reúne todos os quesitos em equilíbrio. Os outros apenas são meros ‘desafiantes’ ou então dinossauros ‘do mesmo porte, mas menor força’.

Bom, por enquanto é só isso mesmo, até mais, abraços, e nos próximos dias eu voltarei para falar das dúvidas a cerca dos outros três grandes carnívoros, e talvez os maiores rivais do rei, até lá!

Obs: Eu possuo texto original, em inglês, feito por alguns paleontólogos, desde 1991 até 2005.

6 de janeiro de 2011

A Fantástica Batalha no Continente Africano: Spinosaurus x Carcharodontosarus

Planeta Terra, 95 milhões de anos atrás, território onde hoje seria a atual África.
O sol nasce, todos os dinossauros que ali habitam se levantam, se espreguiçam e logo começa mais um dia na pré-história, numa era em que os gigantes e terríveis dinossauros dominavam a paisagem dos quatro cantos do mundo.
Um grupo de Aegyptosaurus, grandes saurópodes herbívoros quadrúpedes, sociáveis e muito amigáveis decidem fazer o que os dinossauros mais gostavam: comer.
Grandes e um tanto quanto lentos, esses animais procuram por árvores altas, com folhagem fresca e úmida pelo orvalho da manhã, para se alimentarem. Tais folhas são suculentas para os mesmos. Então logo ali, perto das planícies onde se encontram, eles avistam e disparam em direção a uma pequena floresta, densa e cheia de plantas prontas para serem devoradas.
Algum tempo após terem degustado as folhas das árvores, um barulho é ouvido, proveniente de dentro da floresta. Algo está se mexendo e se aproxima, sorrateiramente por entre as folhas e árvores. Fica difícil de enxergar o que está ali. Mas de repente um jovem e curioso Aegyptossauro decide adentrar a floresta para descobrir o que era. A surpresa não é nada boa.
Rugindo como um gigantesco leão, surge de dentro da mata, um Espinossauro, rápido e veloz, pronto para transformar o jovem Aegyptossauro, em um banquete. Rapidamente o saurópode tenta correr e escapar, mas ele é muito lento e acaba entre as garras do Espinossauro.
O Espinossauro o mata e logo se alimenta dele. Após ficar satisfeito, ele se afasta e procura um abrigo entre as folhagens para um descanso.
Mas o cheiro de sangue atraiu outros predadores. Logo, um Deltadromeus, um carnívoro de porte médio depara-se com a enorme carcaça de Aegyptossauro. Desta forma ele tenta se alimentar do restante do que sobrou. Mas é então que surge um Carcarodontossauro assustador. Silenciosamente, o Terror Africano se aproximou e enquanto o Deltadromeus se alimentava das sobras, o gigantesco carnossauro o observava. Com um rugido extremamente feroz ele espanta o animal, que por ser menor e mais ágil, ele foge. O Carcarodontossauro então tem uma decepção: não sobrara carne suficiente na carcaça para ele se alimentar.
Acima, o Carcharodontosaurus espanta o Deltadromeus de perto da carcaça de Aegyptossauro.
Farejando quem teria matado o Aegyptossauro, ele então vaga pelas planícies, e, debaixo de uma árvore, encontra-se com o Espinossauro. Este rapidamente se levanta, e se depara com os enormes dentes do Carcharodontossauro. E assim, tem início uma das maiores batalhas da pré-história.
Passemos a analisar as armas de ambas as bestas:
Prováveis Rumos da Batalha: O Espinossauro, ao se deparar com o enorme e poderoso Carcharodontossauro, apenas tenta desviar da violenta mordida. Após se esquivar por ser mais ágil ele contra ataca com uma mordida no pescoço do Carcha, mas o pescoço do mesmo é grosso e poderoso demais, e tudo o que o Espino consegue é perder alguns dentes. Então o Carcha se livra do ataque do Espino, mas o Espino o ataca novamente com arranhões em sua face.
Na imagem acima, Carcharodontosaurus e Spinosaurus se encontram em plena tempestade Cretácea.
O Carcha ruge de dor, se enfurece e investe contra o agressor, lançando seu grande e pesado corpo sobre o do Espino, que consegue escapar, e revida, mordendo o Carcha por baixo, no pescoço.
O Carcha tenta se livrar do ataque usando suas garras. Chacoalhando o próprio corpo ele se livra das mandíbulas do Espino, o empurra e então ataca, mordendo o crânio do Espino e puxando em sua direção. O Espinossauro perde o equilíbrio e cai. Com suas mãos enormes ele tenta empurrar as super mandíbulas do Carcharodontossauro, mas este último não permite e então agarra o pescoço do Espinossauro, perfurando sua carne. Quanto mais o Espinossauro tenta repelir o ataque, mais ele adentra a enorme e poderosa boca do Carcharodontossauro. Pelo fato do Carcharodontossauro ter dentes curvos e serrilhados, sua vítima ao se debater, acaba indo para dentro de sua boca, ficando ainda mais os dentes em sua própria carne.
Isso não acontece com o Espinossauro, pois quando ele morde, sua mordida é menos potente, sua mandíbulas mais fracas, e seus dentes, retos, pequenos e não serrilhados.
Então o Carcharodontossauro torce o pescoço do Espinossauro e em seguida, finalmente o quebra, executando o agressor.
Seria este o provável final? Se você discorda, comente e dê sua visão de como deveria ser.