Terras Jurassicas

Terras Jurassicas
Quando Eles Mandavam

8 de janeiro de 2011

Os Mitos sobre o Tamanho dos Maiores Carnívoros



Terópodes Gigantes: Mito ou Realidade?

Nessa sessão eu vou falar sobre os mitos que cercam os maiores carnívoros do mundo, o quão grande eles realmente são, o que é fato, o que é duvida e o que é mito a cerca dos tamanhos, por vezes até meio improváveis que alguns paleontólogos e especialiastas, quer sejam profissionais, ou mesmo amadores detalham e acreditam.

Hoje eu vou falar sobre os mitos que cercam o mais famoso e poderoso dinossauro carnívoro, é ele, o Tyrannosaurus rex.

Fatos sobre o Tiranossauro: A descoberta do assustador animal, nascido para ser gigante.

Desde que foi encontrado, em meados de 1902, e finalmente em 1905, totalmente descrito, o T.rex impressionou a todos.

Ao longo do tempo, os fósseis encontrados atingiam de 8 a 11 metros de comprimento, respectivamente os juvenis e o mais velhos. Com o passar do tempo, espécimes maiores foram encontrados, atingindo entre 12 e 12.5 metros de comprimento. As estimativas de peso, sempre altas demais, pois o T.rex era visto como um animal gordo, lento e muito pesado. Era normal se falar em 10 toneladas ou mais.

Outros animais, como o Allosaurus, Spinosaurus entre outros, foram reportados por atingir tamanhos próximos, mas nenhum tinha o prestígio e a aparência aterradora do mesmo.

Á esquerda uma das primeiras imagens desenhadas, de como seria o T.rex: pesado, lento, ereto e com três dedos em cada mão. Na imagem da direita a visão atual: rápido, abaixado, esguio e forte.

Novas descobertas, mudanças, evoluções e revoluções na maneira de pensar o rei:

Assim, até o final dos anos 90, poucos conseguiam, exatamente, estimar o tamanho do T.rex.

Até que no começo de 1990, foram encontrados os restos de mais completo, porém não o maior T.rex já encontrado, conhecido como “Sue”. Atingindo cerca de 13 metros de comprimento, 5.5 toneladas de peso e 4.9 metros de altura, era o maior T.rex, até então.

Porém quando fora encontrado, o tamanho estimado passava dos 14 metros. Desde então alguns passaram a estimar o tamanho entre 10 a 14 metros de comprimento, com média de 12 metros. Ficou mais do que provado que o antes gordo e lento, que arrastava a cauda no chão, agora era esguio, forte e rápido, e corria em postura projetada para frente.

E não andava ereto sobre as patas traseiras, mas sim, curvado para frente. Isso tornou a imagem do monstro ainda mais aterrado ainda, como eternizado na série de filmes, Jurassic Park.

Ocorreu um problema, que muitos pensavam que “Sue” atingia 13.8 metros de comprimento, devido ao fato de que até antes do seu achado, jamais ossos dos dedos ou mãos, ou mesmo do rabo do T.rex foram encontrados. Eram adicionados o dobro de ossos caudais. Mas outra problemática seria: Se o T.rex é mesmo pesado e forte, tem uma cabeça pesada e pernas grossas, não deveria este ter sim, uma longa e pesada cauda? Eu penso que sim. Por isso em muitos desenhos e gravuras, o Tiranossauro é colocado como tendo três garras e uma enorme cauda. O terceiro dígito era comum, considerado um gene recessivo, ou uma mutação. Alguns animais tinham um dígito vestigial.

Desta forma o comprimento de “Sue” foi diminuído para 13 metros e seu peso, antes estimado em até 8 toneladas, agora tinha pouco mais de 5 toneladas.

Foi então que novos animais foram descobertos, e muitos começavam a falar em um novo rei dos dinossauros. Cada vez mais os especialistas tentam diminuir o tamanho e peso do T.rex. Alguns, no entanto, pensam que o mesmo atingia tamanhos superiores aos 14 metros, e pesava cerca de 10 toneladas.

Nunca um fóssil completo fora encontrado, que ultrapasse os 13 metros.

Existem, porém alguns fósseis isolados, que nos mostram o tamanho e supremacia do nosso rei.

O Crânio MOR008, de 1.55 metros, ao lado de um homem.

Os Maiores Tiranossauros do Mundo e Seus Muitos Segredos a Serem Estudados:

Deixados de lado em um depósito de Montana, restavam, não somente um crânio imenso, 13 cm maior do que o de “Sue”, mas outros fósseis, como mãos, garras, úmeros, fêmures, maxilas, e fragmentos de crânios, além de crânios incompletos.

Esses animais seriam entre 10 e 20% maiores do que “Sue”. Alguns desses fósseis têm suas denominações e são eles: MOR 008, que se trata do crânio do qual já falei em um post anterior; UCMP 118742, que se trata do maior de todo; MOR 980 (Rigby rex ou Peck's rex) um enorme macho de mais de 13 metros; MOR 1126 (Celeste ou C-rex), encontrado por Jack Horner e por último Samsão, o Z-rex.

Vou detalhar os fósseis agora:

MOR980/Rigby rex: Alguns fósseis isolados encontrados em Montana, atribuídos ao MOR980, se comparados ao de “Sue”, atingia 13.2 metros de comprimento, 6 toneladas de peso por 5.5 metros de altura. Seu crânio, incompleto, já atinge o mesmo tamanho do de “Sue”.

Samsão, o Z-rex: Trata-se de um fóssil desacreditado que percorre o mundo sendo exposto em espécies de turnês. O espécime possui 13.6 metros de comprimento. Trata-se então do maior esqueleto não apenas de T.rex, mas também maior do que qualquer outro carnívoro. Até aí tudo bem, mas pesquisadores decidiram estudar mais profundamente o fóssil e constataram o seguinte: os braços, mãos e garras, algumas vértebras e outros ossos não pertencem ao animal de 13.6 metros, pois seriam de um animal ainda maior, com cerca de 14.4 a 14.7 metros de comprimento. Por isso, o fóssil perdeu o crédito.

Aqui uma comparação de um homem, de FMNHPR2081, ou "Sue", e MOR008.

MOR008: O crânio possuí cerca de 1.55 metros de comprimento, contra 1.39 metros de “Sue”. Proporcionalmente, se estiverem corretas as estimativas, o animal teria entre 14.1 e 14.4 metros de comprimento, muito maior do que “Sue”.

C-rex: Encontrado por Jack Horner entre 2000 e 2001, esse fóssil, que não se sabe ser de macho ou fêmea, teria cerca de 10 a 15% o comprimento de “Sue”, alcançando entre 14.8 a 15 metros de comprimento.

UCMP118742: Apelidado de Tyrannosaurus gigantus ou Tyrannosaurus imperator, muitos dizem que se trata de uma nova espécie de Tiranossauro, por ser muito maior do que “Sue”. Este espécime possui uma maxila quase 30% maior do que “Sue”, garras e mãos 15% maiores e um crânio, incompleto, que é estimado em mais de 1.75 metros de comprimento. O comprimento total estimado fica entre 15.2 e 16.4 metros de comprimento.

Assim, surge uma pergunta: Seriam estes outras espécies de Tyrannosaurus, ou apenas versões enormes do comum?

Uma coisa é certa, não existem quaisquer diferenças suficientes para se tratar de uma nova espécie.

As Diferenças na maneira de ver o T.rex, no Brasil e no Mundo:

O T.rex no Brasil sempre aparece com apenas 12 ou 13 metros de comprimento, enquanto existem provas mais do que suficientes de que o animal passava dos 14 metros.

Enquanto isso, na Espanha, EUA, Itália, Inglaterra e alguns países nórdicos, entre tantos outros, o T.rex sempre aparece côo tendo de 12 a 14 metros de comprimento, com média de 13 metros, mas em alguns casos, passando dos 14.5 metros, chegando a 15 metros.

O correto seria de 12 a 15 metros, com médias de 13 ou 13.5 metros. Nos demais países latinos comumente se vêem comprimentos de até 16 metros.

Duvida? Basta olhar então, nos outros países o T.rex continua sendo o maior e mais poderoso carnívoro, não o mais pesado, nem o mais comprido, mas o maior, ou seja, aquele que reúne todos os quesitos em equilíbrio. Os outros apenas são meros ‘desafiantes’ ou então dinossauros ‘do mesmo porte, mas menor força’.

Bom, por enquanto é só isso mesmo, até mais, abraços, e nos próximos dias eu voltarei para falar das dúvidas a cerca dos outros três grandes carnívoros, e talvez os maiores rivais do rei, até lá!

Obs: Eu possuo texto original, em inglês, feito por alguns paleontólogos, desde 1991 até 2005.

Um comentário: